ZONAS NORTE E LESTE TERÃO MAIS ÁGUA COM AS NOVAS ADUTORAS DO SAMAE

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) vai implantar duas adutoras de água tratada com mais de 3 quilômetros de extensão para abastecer bairros da região dos Ypês e da zona Leste.

A primeira remessa de tubos de ferro fundido com bitola de 400 milímetros foi entregue nesta quinta-feira, dia 1º, e será usada na construção da adutora dos Ypês.

O valor da compra dos tubos para a primeira adutora foi de R$ 1.415.360,16, em recursos próprios da autarquia. O Samae está preparando a licitação para a execução da obra.

A previsão é de que a adutora seja concluída em seis meses. Ela abastecerá o reservatório dos Ypês, no Jardim Ypê II, a partir da Estação de Tratamento de Água (ETA do Jardim Bela Vista).

Parte dessa primeira adutora já foi implantada desde a ETA até pouco depois do cruzamento da Avenida dos Trabalhadores com a Avenida Emília Marchi Martini. Ao todo, ela terá 3,5 quilômetros de extensão.

No local há uma interligação que abastece também o reservatório do Jardim Zaniboni. É a partir desse ponto que a adutora será continuada até o reservatório do Jardim Ypê II.

Elias, superintendente do Samae, comentou que os recursos vão melhorar a qualidade dos serviços. “Preocupação com a população”

A tubulação será implantada por toda a extensão do canteiro central da Avenida dos Trabalhadores e pelo antigo ramal ferroviário e parte da Avenida Alíbio Caveanha, entrecortando uma das ruas do Jardim Ypê I.

O reservatório do Jardim Ypê II tem capacidade de 2 milhões de litros e já está conectado ao reservatório do Jardim Ypê 8, que armazena 3,5 milhões de litros.

A obra permitirá ampliar o abastecimento em todos os conjuntos residenciais Jardins Ypê e adjacências, incluindo Jardim Guaçuano, Condomínio “Dr. Falsetti”, Ypê Amarelo e Alto dos Ypês.

Serão beneficiados também bairros localizados do outro lado da ferrovia, como o Residencial “Moacir Guzoni”, Jardim Imperial, Chácaras Santa Felicidade, Pantanal I e II e Distrito Industrial “João Batista Caruso”.

O novo sistema permitirá ao Samae liberar o reservatório em forma de cálice da Vila São Carlos, de 1 milhão de litros, para abastecer exclusivamente o Parque Cidade Nova e bairros vizinhos.

 

ZONA LESTE

O superintendente Elias Fernandes de Carvalho, e o diretor de Operações e Obras, Adilson Fabocci, informam que o Samae já tem elaborado também o projeto da segunda adutora, que terá cerca de 3 quilômetros.

Ela interligada a ETA a um reservatório de 2 milhões de litros, que o Samae planeja construir próximo da Fazenda Santana para suprir os Jardins Suécia I e II, Esplanada, Nova Mogi Guaçu, Alvorada e região.

 

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar