ZANCO METE O DEDO NA FERIDA E COBRA TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE

O presidente da Câmara, Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC), comentou que vai meter o dedo na ferida e cobrar do poder público, em todas as vias, e principalmente da empresa Santa Cruz, medidas que contribuam para melhorar a qualidade do transporte urbano coletivo de Mogi Guaçu.

Para Zanco, o transporte coletivo não obteve mudanças significativas desde que os atuais veículos foram introduzidos, há quase sete anos.

“Paramos no tempo na questão do transporte público”, destaca o vereador. “O nosso transporte ficou aquém do que a população necessita. Por isso, a nossa preocupação como representante parlamentar, vai em direção à qualidade da mobilidade”, disse.

De acordo com Zanco, a população tem cobrado a Câmara providências realmente sérias no transporte urbano. “Eu próprio tenho conversado com pessoas em meu gabinete e as queixas são inúmeras”, afirmou.

Para Zanco, este troço tem que funcionar e melhorar de verdade: “vamos às últimas consequências”

Dentre as reclamações, Zanco disse que são citados os horários, a ausência de mais linhas, a frota que está envelhecendo e, principalmente, o valor da tarifa.

“Reconhecemos que a empresa também precisa ter giro financeiro para oferecer qualidade nos serviços, mas a sensação da população é de um serviço abaixo do razoável por um preço exorbitante”, destacou.

Zanco adiantou ao JG que solicitou à sua assessoria que faça um cronograma de atividade em que elenque o que de mais importante precisa ser feito no setor.

“É fundamental que a empresa tenha esta consciência de mudança para melhor; e que o poder público lance mão de instrumentos e medidas, na sua esfera, para a permissionária sair da zona de conforto e atenda o povo onde de fato precisa”, mencionou.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar