VESPEIRO DA TARIFA DO TRANSPORTE PÚBLICO É TEMA DE AUDIÊNCIA

Um dos tabus das administrações municipais de todo o país, a tarifa do transporte público efetuado por empresas privadas permissionárias, será tema de audiência pública realizada no próximo dia 3 de julho na Câmara Municipal, às 19h.

Na ocasião, será apresentado o exame da planilha de cálculo tarifário adotada para o reajuste da tarifa de transporte coletivo público no âmbito do município, conforme dispõe a Lei Municipal Nº 4.881, de 19 de novembro de 2013.

A tarifa foi um dos principais motivos de uma passeata histórica no Guaçu, em junho de 2013, e fez o prefeito Walter Caveanha (PTB) reduzir o valor da ‘passagem’ em R$ 0,10 – passando de R$ 3,00 para os R$ 2,90 atuais.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, deve comparecer e apresentar os números para a população.

Vale lembrar que Franceli Neto tem mantido diálogos com representantes de coletivos que defendem uma tarifa mais justa para o orçamento particular e doméstico da população.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

1 Comentário

  • Responder agosto 7, 2018

    cleofas

    No momento em que revogarem uma lei eleitoreira que privilegia pensionistas e familiares, à despeito de idade e renda, a coisa pode fluir favoravelmente, tem pensionista de 29 nos, ganahando mais de R$ 7.000,00 que não paga pelo transporte coletivo, e trabalhador que ganha salário mínimo, às vezes tem que arcar com o pagamento de 4 passagens para ir e voltar do trabalho,e vêem me falar de direito adquirido, direito de uma minoria? Mas não dão o braço a torcer, ainda que concordem como o nosso posicionamento, outro assunto a ser discutido novamete a é a legitimidade , ou não, abordad pelo Professor André Oliveira em outras audiências públicas

Deixe um comentário