VEREADORES VOLTAM AO TRAMPO DANDO PREJU DE R$ 4,5 MIL AO CONTRIBUINTE

A aprovação de três concessões de título de cidadão foi a maior contribuição social dos vereadores após ‘férias’ desde dezembro. Apesar de as proposituras serem regimentais, cada um dos títulos custa aos cofres públicos o montante de R$ 1,5 mil. É o popular ‘fazer bonito com chapéu alheio’.

O anódino aproveitamento pós-recesso foi tema de enérgico editorial de um dos principais jornais de Mogi Guaçu – e sobrou até para o então queridinho da imprensa, Jéferson Luís, ex-PT e agora PROS e no futuro só Deus sabe; classificado como suposto denuncista, mesmo que estas palavras não tivessem sido escritas.

Mesmo que os embates em torno do preço da tarifa de transporte público ocupassem tempo considerável da sessão de segundona braba, vale a menção de que tudo foi o mais do mesmo, isto é, argumentações intempestivas, acusações, denuncismo e muito perdigoto sobre a tribuna.

Pelo menos quatro parlamentares só pensam naquilo desde o recomeço das sessões, a presidência da Mesa Diretora. 

São eles: Luciano da Saúde (campeão de votos e parco de projetos interessantes). Daniel Rossi (que busca cavar espaço para as eleições majoritárias em 2016). Carlinhos da Imobiliária (que já foi presidente) e Wanderley Brunheroto (um dos mais inoperantes vereadores desta e de outras legislaturas).

Junto a estes mencionados, o plenário é formado por edis do naipe de um Cruel, que até hoje deve se perguntar a que veio na política.

Por sua vez, Alex Tailândia,o oposicionista ferrenho que se exalta à toa e sua o buço, revela ainda possuir amores platônicos pelo secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, que, na dele, não pode conter os arroubos apaixonados do petista que não é amado no PT guaçuano.

Desta forma, a Câmara do jeito que está, com suas raras exceções, é uma instituição falida, sem criatividade e que custa caro, muito caro para o bolso do trabalhador.

Por isso mesmo, o ingresso para uma apresentação do circo de verdade é mais barato e nele não se passa raiva e nem se perde tempo.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *