TROMBA D’AGUA PROVOCA ALAGAMENTOS, QUEDAS DE ÁRVORES E PREJUÍZOS MATERIAIS

Uma tromba d’água daquelas causou muita apreensão na tarde desta quinta-feira em Mogi Guaçu, provocando alagamentos em diversos bairros do município, sendo os mais atingidos os dos Ypês, BNH e região do Jardim Novo.

As chuvas em volume além do normal, aliadas às rajadas de vento e o calorão de quase 40º Celsius também arrancaram ou derrubaram dezenas de árvores, destelharam residências e causaram prejuízos materiais no comércio, como no Posto do Batata, na Avenida Bandeirantes.

A Defesa Civil foi acionada e está em ação neste momento.

A tromba d’água teve início por volta de 16h e durou cerca de 45 minutos, causando queda de energia generalizada, mas não confirmando um apagão. Dezenas de moradias e prédios públicos foram inundados pela força das chuvas.

O campo da Brahma, no Parque Cidade Nova, ficou completamente tomado pelas águas. A Rua 28, no Jardim Novo, também. Na rua São Caetano do Sul uma cena comovente: um cão teve que nadar para se salvar devido ao enchimento da via pela enxurrada.

Ruas de inúmeros bairros tiveram problemas com alagamentos. Parte da pista de acesso ao município de Espírito Santo do Pinhal foi interditada pela concessionária Renovias, mas às 18h já estava liberada.

A zona sul teve quedas de árvores e alagamentos nas vias próximas ao Córrego dos Macacos.

De acordo com internautas, bairros populosos como o Itacolomy registraram apenas quedas de árvores, mas sem destelhamentos de moradias e empreendimentos comerciais. Na Zona Leste foram registrados pontos de inundações.

Não houve comunicado de vítimas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, secretarias municipais estão mobilizadas, dentre elas Obras e Viação; Serviços Municipais (SSM), Guarda Civil Municipal (GCM), além da Defesa Civil.

 

FOTOS: páginas de Facebook de internautas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *