SISTEMA DEDO DURO VAI FISGAR BRUTO QUE PASSAR PONTE DE FERRO

Um sistema dedo duro instado pela Secretaria de Obras e Viação vai fisgar caminhões  com peso acima de 20 toneladas que passarem pela ponte de ferro da Avenida dos Trabalhadores.

A engenhoca é similar a um radar e tem sensores hidráulicos magnéticos que detectam o perfil do veículo e a quantidade de eixos. Com essa configuração, é capaz de distinguir caminhões com três eixos, que podem transportar mais de 20 mil quilos.

É dotado de câmeras fotográficas para registro das placas, deve entrar em operação em maio, depois de aferido pelo o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

O equipamento está sendo instalado próximo da cabeceira norte da ponte, à margem direita do Rio Mogi Guaçu, com sensores que podem detectar veículos nos dois sentidos da Avenida dos Trabalhadores.

O secretário Salvador Franceli Neto explica que o sistema visa preservar a integridade da ponte e reforçar a proibição de que caminhões com carga acima do limite passem por ela.

A restrição já existe e é informada em placas dispostas antes das cabeceiras da ponte, mas muitos caminhoneiros insistem em ignorá-las para encurtar caminho.

foto: assessoria de imprensa da Prefeuitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *