SINDICATO DENUNCIA BALANCINS AO MINSTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

O Sindicato dos Metalúrgicos de Mogi Guaçu protocolou denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) contra a Fundição Balancins. No escopo da ação estão a quebra de acordo coletivo de trabalho, a falta de depósito do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do INSS.

O tesoureiro do Sindmetal, Pessanha, ainda elencou as supostas péssimas condições de trabalho na empresa, impedindo que os trabalhadores possam exercer a profissão condignamente.

“A empresa não cumpriu a data base de novembro de 2015, referente ao reajuste salarial da categoria, não depositou o FGTS, desconta o INSS e não repassa, além de não permitir a formação da comissão da CIPA. Também não há uniformes e nem equipamentos de segurança adequados aos trabalhadores. O Sindicato ainda detectou atraso salarial, do vale mercado e más condições de transporte e de trabalho”, comentou Pessanha. Há ainda relatos de ex-funcionários que estão impedidos de sacar o seguro-desemprego por supostas ações unilaterais do RH da empresa.

A situação seria considerada tão crítica que um ato realizado na última sexta-feira (06), na porta da fábrica, deflagrou estado de greve. A unidade fica localizada nas proximidades do trevo de acesso a Estiva Gerbi, na rodovia SP-340.

A reportagem ainda não conseguiu falar com a direção da empresa no Guaçu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *