SEPULTADO O CORPO DO FOTÓGRAFO DOUGLAS CASARIN, ENCONTRADO EM UMA LAGOA

Foi sepultado na manhã deste sábado, 15, o corpo do fotógrafo e servidor da secretaria de Promoção Social, Douglas Casarin, que estava desaparecido havia dois dias e fora encontrado sem vida na Lagoa dos Macacos, no extremo sul de Mogi Guaçu.

O sepultamento foi realizado no Cemitério Santo Antonio, no Jardim Novo, e no adeus participaram o pai, Roberto, o filho, parentes e amigos.

Douglas Casarain foi um dos mais talentosos fotógrafos paulistas.

Fez o ensaio fotográfico Carandiru 111, que se transformou em livro pela editora Senac  e pelo qual recebeu premiação internacional. O ensaio foi um dos pontapés iniciais para o filme homônimo Carandiru, cujo roteiro foi elaborado por Drauzio Varela.

Douglas, que usou por muitos anos o pseudônimo DOUG, morou na Europa por quatro anos e fez diversos ensaios com artistas de renome nacional.

Doug sempre foi puro talento fotográfico

No Guaçu, realizou uma exposição com as fotos famosas e chamou a atenção pelo estilo e técnica refinados, o arguto feeling, a inteligência ácida e a perspicácia em manejar equipamentos de alta precisão.

Também foi entrevistado pelo apresentador Jô Soares quando o programa do humorista e show man era considerado referência no jornalismo e no entretenimento de informação.

Casarin era é graduado em Publicidade e trabalhou durante muitos anos na área comercial de veículos de comunicação. Em 1997, tornou-se fotógrafo profissional e a partir de 2001 ministrou cursos de fotografia no Senac São Paulo.

Infelizmente, em Mogi Guaçu não conseguiu se estabelecer como fotógrafo.

Era por demais talentoso em relação aos fotógrafos peles-vermelhas guaçuanos, que por aqui apenas clicam o disparador da máquina fotográfica – e ainda por cima se sentem no direito de obstruir as oportunidades alheias.

Clique AQUI e leia a matéria sobre o livro Carandiru 111 e veja algumas fotos do talento que se despediu neste sábado.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *