SECRETARIAS DÃO TRATO APÓS FUZARCA DAS CHUVAS. FIO DE ENERGIA CAI SOBRE MOTOQUEIRO

As secretarias de Obras e Viação, de Serviços Municipais e de Meio Ambiente deram um trato caprichado após a fuzarca provocada pelo temporal da terça-feira. Ontem, o dia foi de muito trampo para os servidores destes órgãos.

Havia muita porcariada jogada por diversos pontos da cidade, dando dor de cabeça pra deixar tudo nos trinques.

Os ventos atingiram mais de de 53 quilômetros por hora e  choveu aproximadamente 51 milímetros, o que equivale a 51 litros por metro quadrado. Apesar da força do vendaval, os danos foram pontuais.

Em alguns locais houve alagamento, como na Avenida Bandeirantes por causa da obstrução de galerias pluviais por lixo jogado ali. Galhos foram arrebentados pelas rajadas de vento, mas a Saama providenciou que fosse recolhida e esparramada no lugar.

Houve alagamento também em parte da marginal da Avenida Tancredo Neves, perto do Tiro de Guerra, no Jardim Igaçaba, atrás de um posto de combustíveis. Na passagem do canal mais largo, o capim também atrapalhou. Outra passagem foi entupida por lixo, principalmente garrafas pet.

Para desobstruir as tubulações, a SOV utilizou um caminhão hidrojato alugado pela Prefeitura. O serviço ainda não foi concluído.

A Defesa Civil não foi acionada. Na Avenida dos Trabalhadores, a rede de energia foi atingida por uma descarga elétrica e um fio atingiu uma moto, mas o condutor e o passageiro não se feriram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *