SAÚDE PRIVADA: RECLAMAÇÕES SE ACUMULAM ATÉ NO SÃO FRANCISCO

A medicina privada também não anda lá estas coisas e pacientes entopem os corredores do maior hospital particular da região: o São Francisco.

Sobraram reclamações no começo desta noite no PS privado. Inúmeras foram as queixas em relação à demora por uma consulta para quem paga convênio médico.

O casal Everton Henrique e Crislaine levaram a filhinha de três anos à unidade de saúde. A pequena estava com sintomas de gripe.

Indignados, os pais relataram que o tempo de espera estava além do normal. “Depois falam que estas coisas só existem no SUS”, comentou a mãe de Carolaine.

Alexandre Calzarava estava ainda mais indignado. Nervoso, frisou que a demora se explicaria por falta de médicos. “Dizem que só tem dois para tudo isto de gente”, comentou ao mostrar o saguão apinhado de gente.

A ajudante de cozinha Claudinéia Rangel estava impassível num canto da sala, contudo, questionou o fato de pagar plano de saúde para ficar naquela fila enorme. “Para quê ter convênio diante de uma situação destas”.

Outra paciente, de nome Rita, permanecia irredutível à espera de um atendimento, porém destacou que estava no São Francisco porque a UPA, do Jardim Santa Marta, foi pelos ares em fevereiro e até agora não foi reformada. “Boa parte das pessoas que está aqui é dos Ypês”, advertiu.

O diretor clínico do Hospital São Francisco, Ítalo Barbieri Junior informou que o acúmulo de pacientes aconteceu devido aos pacientes com suspeita de dengue, e porque o inverno afeta mais crianças e idosos, com saúde mais frágil.” Com isto, os atendimentos aumentam consideravelmente”.

Além destas explicações, Ítalo observou que em dois meses um novo pronto-socorro, “mais amplo, será inaugurado e os atendimentos devem ser mais ágeis”, complementou o diretor clínico.

Barbieri Junior ainda fez questão de destacar que o PS privado trabalha com três médicos de dia e dois à noite, e que a demora é de 30 minutos em média nos dias normais.  Porém reconheceu que esta quarta foi um dia atípico, com que  prazo de espera mais largo: de  mais de uma hora e meia.

REDE PÚBLICA

Na sessão da Câmara desta segunda-feira, o vereador Luís Zanco da Farmácia (PS), líder comunitário e parlamentar da Zona Sul, cobrou da prefeitura a agilidade na reforma da unidade de pronto atendimento localizada na zona norte. 

Zanco solicitou ainda o apoio do senador Aloísio Nunes, do PSDB, para que sensibilize o Ministério da Saúde e defina, enfim, um cronograma de reforma na UPA local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *