PREFEITURA ECONOMIZA R$ 3,4 MILHÕES NO CUSTO DA CESTA BÁSICA DOS SERVIDORES

Entre o que foi gasto em 2012 e o que vai ser gasto este ano com a cesta básica de alimentos fornecida aos servidores municipais, a Prefeitura vai obter uma economia, em números redondos, de R$ 1,3 milhão. Nos três anos, considerando já 2015, a economia será de R$ 3.4 milhões.

É o que aponta levantamento da Secretaria Municipal de Administração. No último ano da gestão passada, o custo da cesta básica alcançou R$ 5.418.252,18 .

A redução do número de servidores no período foi de 335. Isto denota que a economia está sendo obtida pelo maior rigor no trato com os recursos públicos.

Enquanto a redução do quadro de funcionários foi em torno de 10%, a queda no custo de aquisição das cestas básicas foi de 28%. Em números exatos, a economia foi de R$ 1.366.512,18.

Os números começaram a se tornar expressivos a partir de 2014, quando foi aberta nova licitação para a aquisição das cestas. Em 2013 os preços ainda obedeceram ao contrato da gestão anterior, mas mesmo assim o custo baixou em R$ 283 mil.

Em 2014, o custo foi inferior em R$ 1.9 milhão. De R$ 5.4 milhões em 2012, caiu para R$ 3.697.126,37 milhões. Para este ano, foi feito reajuste contratual pelo índice da inflação, perfazendo os R$ 4 milhões atuais.

Somados os três exercícios – 2013, 2014 e 2015 – a Prefeitura está conseguindo uma economia de R$ 3.4 milhões na aquisição da cesta básica dos servidores.

Essas economias refletem diretamente em benefício aos servidores, uma vez que reduzem o custo a ser pago por eles. Basta verificar que em 2012 o custo unitário da cesta básica era de R$ 126,54. Este ano, é de R$ 100,40.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *