PREFEITURA ATENDE RECLAMAÇÕES E RECAPE DA AVENIDA SUÉCIA COMEÇA

A Secretaria de Obras e Viação emitiu a Ordem de Serviço para que a SEG Serviços Gerais Ltda, vencedora da licitação, inicie na próxima semana, começando pela Avenida Suécia, a segunda fase das obras de recuperação da pavimentação do sistema viário de Mogi Guaçu.

As obras atendem reclamações de usuários da via que a classificavam nas redes sociais de solo lunar, devido ao estado em que se encontra. O Jornal do Guaçu recebeu reclamações com fotos dos locais onde os remendos estavam em degradação e os repassou à prefeitura.

Segundo a secretaria de comunicação, o primeiro trecho da Avenida Suécia a ser recapeado em etapas, a partir do trevo de acesso à Rodovia SP 342 (Mogi Guaçu – Espírito Santo do Pinhal), se estende, por cerca de 1.100 metros, até a rotatória do Jardim Fantinato.

A etapa inicial vai do trevo até esquina com a Rua Mário Jacinto, no Jardim Santa Terezinha, e deve receber limpeza e ser preparada para recape na segunda-feira. A partir daí as obras continuarão sendo executadas em etapas para permitir o escoamento do trânsito.

Daquela rotatória até o final, atrás da Ingredion, no Jardim Esplanada, a Avenida Suécia tem ainda mais 2,1 quilômetros de extensão.

Na parte mais larga, entre as rotatórias do Jardim Novo II e do cruzamento com a Avenida Emília Marchi Martini, estão sendo fechadas passagens dos canteiros laterais para eliminar cruzamentos perigosos, como foi feito na Avenida Bandeirantes.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, prevê que as obras sejam concluídas dentro de 15 dias trabalhados, isto é, excetuando-se finais de semana e dias úteis em que eventualmente chova.

CRONOGRAMA

Uma vez concluídas as obras na Avenida Suécia, será recapeada a Rua Paula Bueno, a partir da Ponte da Gutierrez, até a Rua Luiz Ravagnani, no Jardim Califórnia. A parte entre a ponte e a rotatória da Avenida dos Trabalhadores já foi recuperada e encontra-se em bom estado de conservação.

Depois da Paula Bueno serão recapeadas as duas pistas da Avenida Padre Jaime, desde a rotatória do Hospital Municipal até o final, perto da ferrovia, no Jardim Selma. A SOV estuda eliminar cruzamentos também na Padre Jaime.

Concluindo a segunda fase das obras, por fim será totalmente recuperada a pavimentação asfáltica da Avenida Nico Lanzi, que é hoje uma das principais vias de entrada e saída da cidade.

O investimento total para a execução desta segunda fase é de R$ 2.974.520,54, sendo que R$ 2,5 milhões são repassados pelo Governo do Estado. A Prefeitura complementa o montante como contrapartida do Município.

CONCLUÍDAS

Na primeira fase, executada pela Construtora Simoso, foram recapeadas as Avenidas Mogi Mirim, Brasil, Tancredo Neves e Bandeirantes e a Rua Mato Grosso, igualmente com recursos da ordem de R$ 2,5 milhões conquistados pelo prefeito Walter Caveanha junto ao governo estadual.

Com o saldo de R$ 340 mil do primeiro repasse, a Prefeitura acrescentou R$ 180 mil em recursos próprios para investir R$ 520 mil e viabilizar o recapeamento parcial ou total das principais vias centrais.

O serviço já foi concluído na Avenida Marechal Castelo Branco e nas ruas José Pedrini, José de Godoy, Vereador João da Rocha Franco, Paula Bueno – da rotatória da Avenida dos Trabalhadores até a Siqueira Campos -, Apolinário e Chico de Paula até a esquina com a José Pedrini, e a Travessa Tristão Ferreira dos Santos.

As obras, que foram interrompidas por 15 dias para limpeza e manutenção de galerias, serão retomadas a partir da primeira semana de outubro. Na etapa final, serão recapeadas não só as ruas Sargento Aviador Osvaldo Fernandes e XV de Novembro, mas também a 13 de Maio e a Durval Franco de Faria, que não estavam incluídas no projeto original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *