POLÍTICOS MOVIMENTAM A FAZENDA DE CARLOS NELSON

A fazenda do ex-prefeito Carlos Nelson está movimentada. Políticos graúdos e de menor quilate fazem romaria para dizer que podem apoiar a volta de CNB à prefeitura, caso ele queira. De acordo com uma fonte, que também pretende fazer o beija-mão, o movimento rumo à fazenda é dos maiores e incessante.

Dizem por aí que CNB teria 80% de intenções de votos em Mogi Mirim, mas o político, por vontade própria – ou ego nas alturas – deseja encerrar a carreira como prefeito do Guaçu.

Sejamos sinceros: daqui a pouco Waldomiro Calmazini incorpora em alguém e sai candidato a prefeito.

As coisas não vão bem pros lados de Marcão. Debandada geral de quem um dia teve aquela chance de ser prefeito do Guaçu. Por que será, hein?! Mas, a política é como nuvem….

Ganha músculos uma possível candidatura de Marçal a prefeito pelo PMDB. O grupo do vice-prefeito está forte e unido e desejoso que o político possa por o seu time em campo. Apesar, das solicitações, Marçal permanece leal ao atual prefeito e destaca que tem compromisso com a administração. É diretor do Cegep, escola que ganhou um up grade desde que assumiu o comando do estabelecimento.

Uma pergunta estilo semiótica feita por um peso pesado da administração: como pode uma empresa ser perdida se ela nem mesmo foi instalada?

Pegou mal a ‘exportação’ de mendigos pras roças de maçãs, em Santa Catarina. Muita gente achou que o município tem que ter políticas de inclusão para atender a demanda e varrer o ‘pobrema’ não é solução.

Mas, por outro lado, choveu elogios à iniciativa e concordam que foi, sim, uma oportunidade bem estruturada, coordenada com empresas o município catarinense – não sendo um despejo de gente pra germânica Friburgo. Há gente que até defende a candidatura da secretária Dra Judite a prefeita pela medida.

Há que se elogiar: enquanto na vizinha Itapira o prefeito Paganini passa apertado com a dengue, aqui no Guaçu o prefeito Walter foi pro front e ele próprio arregaçou as mangas pra enfrentar o problema causada pelo mosquitão aedes. É isso aí! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *