NO PEDAL: 61 MIL KM EM BUSCA DE UM SONHO

José Nilton de Brito saiu de Campinas em 2003 para uma perfazer uma saga própria: conhecer a geografia do Brasil, seu povo e sua história. Queria conhecer de perto o quê os livros relatavam como certeiro. Conheceu uma realidade bastante diferente.

Deixou um casamento para trás e três filhos. Rumou para Xinguara, no Pará, e lá acalentou por mais seis anos o projeto de uma vida inteira. Foram 40 anos pensando em um sonho que se dispôs a concretizá-lo. Preparou economias, em torno de R$ 13 mil, e fora para o centro geodésico do nosso país, em Palmas (TO), como gosta de dizer.

Procurou patrocínios e os buscou em políticos, empresários e fontes governamentais. Não obteve êxito. Decidiu meter os peitos e no dia 16 de julho de 2009 pegou a estrada. Desde então, foram 61 mil quilômetros completados neste sábado, 25, na terra natal.

Zé Nilton disse que foi atrás do sonho para não ser frustrado. Conheceu mais de 1,5 mil cidades

Conheceu 1.501 cidades diferentes e todos os extremos do Brasil, de leste a oeste, de sul a norte. Foi a primeira pessoa a ir ao ponto setentrional brasileiro, o Monte Caboraí, na Raposa Serra do Sol, em Roraima. “O que mais me marcou foi a extrema pobreza que não fica no Nordeste, mas nas populações ribeirinhas do Norte”, afirma.

Calmo e tranquilo, sem pressas, declarou que saiu a pedalar também em busca de si mesmo e da espiritualidade que lhe imana facilmente. “Não queria ser frustrado”, confessa.

Mesmo à distância, comunica-se com a família. Relatou toda a viagem em 12 cadernos grandes espiralados, que se transformarão em livro em breve. Vive de doações, haja vista que as próprias economias acabaram  no percurso, no estado de Sergipe, dois anos depois de começar a empreitada.

Foram consumidos 22 pares de pneus, três capacetes e várias manutenções na bike apelidada de Pretinha. Deixou a frustração para trás e voltou renovado porque conheceu a si mesmo.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar