NOVOS NÚMEROS DA CORRIDA A PREFEITO: WALTER LIDERA. MARCÃO AVANÇA

Graúdo político da região teria encomendado um levantamento sobre as eleições a prefeito no Guaçu,  porém nada científico e nem metodológico, portanto não serviria como pesquisa no estrito da palavra. Conforme fonte que teria visto os resultados, o JG os divulga. Ei-los:

Marcão passa Walter no extrato socioeconômico da classe media alta e acima.

Empate técnico, com viés um pouco favorável a Caveanha, no extrato econômico de classe média baixa.

Classes C e D com ampla vantagem a Walter.
Walter também está bem à frente entre os que ganham salário mínimo e em algumas regiões populosas, como Santa Terezinha e parte considerável dos Ypês e centro leste.

Marcão é mais forte na zona sul, onde o predomínio de Walter seria menor, além dos bairros no entorno da região central.  Nestas áreas, a rejeição do atual prefeito é considerável.

Eleitorado de Walter é mais homogêneo em toda a cidade, contudo a rejeição a Marcão seria um tico menor do que a de Walter, neste momento.

Descontentes com a administração já foi maior, mas é grande ainda. Saúde, transporte público, emprego e sensação de insegurança são questionados. Já asfaltamento, iluminação pública e ações de saneamento foram louvadas.

A percepção do eleitorado é de que Walter vence a eleição, mas apostaria em outro candidato se houvesse essa opção, mais plausível do que Marcão, conhecido por ser de difícil acesso. Walter, contudo, seria taxado de ausente e não gostar de andar entre o povo.

Carlos Nelson, definitivamente, deixou o cavalo passar arreado e perdeu força.

O mesmo aconteceria com Hélio Miachon, que poderia ser eleito em todos os cenários, mas em eventual briga direta com Walter, hoje, o páreo seria mais duro e demonstra vulnerabilidade em parcela do eleitorado com maior renda e mais estudo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *