MARÇAL: MOGI GUAÇU PRECISA DE LIDERANÇA PARLAMENTAR

Vice prefeito por dois mandatos (2009-2012 e 2013 -2016), o sindicalista Marçal Georges Damião, o Marçal do Sindicato (SD), concorre desta vez a uma das 11 cadeiras de vereador. Esta é a segunda vez que Marçal participa do pleito da vereança, já tendo exercido um mandato quando partiu para a vitoriosa campanha em 2008, rumo ao  Executivo.

Desde então, acumulou experiência na vida pública. E como sindicalista se apoia no diálogo e na alternativa do bom senso para resolver questões que envolvam polêmicas e exijam tranquilidade.

“Eu percebo que o vereador tem uma importância muito  grande na vida da cidade e da sua população. Não é apenas inventar projetos para acumular quantidade e mostrar à população como se fosse um prefeito de mentirinha. Não é assim que se faz. A vida pública como vereador exige liderança parlamentar para fazer a diferença na vida das pessoas”, explicou.

Segundo Marçal, a grande questão da Legislativo é permitir um avanço institucional a partir de dentro, contribuindo para a qualidade dos debates e promovendo uma verdadeira abertura com todos os representantes da sociedade.

“É fundamental que a nossa Câmara tenha este canal de diálogo constante, de transparência em todos os níveis e que esteja apta e preparada a ouvir críticas e colocar em prática os desejos e reivindicações da população. Somente assim é que o Legislativo se tornará representativo de fato”, afirmou.

Na campanha, Marçal elenca que tem buscado realçar estas alternativas junto à população e ainda fazer com que participe de suas propostas. “Eleger é um desafio para qualquer candidato, sem dúvida alguma. Mas bem representar é um desafio maior, pois que exige consciência e responsabilidade”, ponderou.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar