MARÇAL: “CÂMARA TEM QUE SER INDEPENDENTE. WC NÃO FEZ MAIS PORQUE NÃO DEU”

Prestes a deixar a diretoria do Cegep, o vice-prefeito Marçal  do Sindicato, do Solidariedade (SD), que é pré-candidato nas eleições de outubro, falou sobre diversos assuntos, dentre eles a Câmara Municipal.

“O Legislativo existe para ser um órgão fiscalizador, que cumpra com independência o seu papel de Poder que não está atrelado a outro, que faça da população parceira constante da sua atuação social”, afirma.

Sobre o prefeito Walter, Marçal é taxativo ao afirmar que Caveanha faz uma administração responsável e de resgate das contas públicas, e que realiza o que pode diante da queda de receita e da arrecadação.

“Ele pegou uma prefeitura falida e sem recursos, mas manteve os salários dos servidores, resgatou a Unimed e investiu. É um prefeito que merece respeito”, assinala.


POLÍTICA

“Nós, do grupo do Solidariedade, que tem como presidente o Sebastião Lino de Almeida, o Tião Lino, está discutindo com todos os segmentos políticos da cidade para chegarmos fortes nas eleições municipais. Não rechaçamos ninguém, e não descartamos conversas. Porém, pertencemos ao grupo político do prefeito Walter Caveanha (PTB)”.

 

PREFEITO OU VEREADOR

“A orientação do nosso presidente nacional, o Paulinho da Força, é para lançar candidato a prefeito e vereador em todas as cidades que o partido que esteja estruturado”.

 

A VEREADOR

Eu acho que a Câmara Municipal tem que ser independente, pois é um poder distinto, e por isso tem que ter uma visão própria para debater com a sociedade. É fundamental debater junto com a população questões sérias e relevantes, porém, não pode estar atrelada a ninguém. Este é o nosso objetivo.”
 
A PREFEITO

Se eu chegar lá, gostaria de discutir com a Câmara muitos e importantes projetos para a cidade, mas sem deixar de respeitar a independência dos poderes.

GOVERNO WALTER

O prefeito vem realizando um governo muito bom e de responsabilidade. Pegou uma cidade endividada da gestão anterior, financeiramente destruída. Walter não fez mais porque não deu, especialmente porque o município perdeu receitas e arrecadação. Contudo, manteve os salários dos funcionários públicos, retomou o plano da Unimed e fez investimentos. Analiso que foram três anos de governo muito importantes pelo resgate da auto-estima de Mogi Guaçu.

CEGEP

O Cegep simplesmente foi transformado positivamente e resgatado, enfim. Era uma escola que não tinha mais o reconhecimento da cidade quanto da região. Fizemos um trabalho de divulgação intenso. Pegamos a escola com pouco mais de 200 alunos e hoje possui mais de 700, o que é um crescimento significativo de matrículas. Este não é um feito só do Marçal do Sindicato apenas, mas da equipe de funcionários e do apoio incondicional do prefeito Walter ao nosso trabalho.

SINDICATO METALÚRGICOS

É importante informar que o Sindicato dos Metalúrgicos não está mais sob a bandeira da CUT por questões de irregularidade na filiação nesta central. Então, a nossa bandeira é a da Central Força Sindical, da qual faço parte da Federação de SP. Estou como assessor da presidência aqui no Guaçu para grandes conquistas da nossa categoria. Além disso, aguardamos a decisão sobre a liminar que suspendeu as eleições no sindicato em 2015, em ação da oposição, quando tínhamos quase 70% dos votos válidos, segundo um levantamento.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *