IVENS E A ERA DA INTERAÇÃO TOTAL. JORNALZINHOS. ZANCO. ZAIA E WALTER

O vereador Ivens Chiarelli, do PTB, conversou com a coluna por telefone e confirmou que sua pré-candidatura a mais um mandato está firme e que está dialogando com a população.

Como tem avaliado este cenário de pré-campanha?

Ivens Chiarelli – nossa pré-candidaturatem assumido um papel de diálogo. Mas isso não é de agora. Temos cumprindo fielmente nosso mandato em busca de uma maior participação da população na Câmara.


O povo tem criticado muito a atuação dos vereadores e da Câmara.

Ivens – com certeza e com razão. O meio político tem propiciado este tipo de debacle do eleitor por falta de uma credibilidade maior do Legislativo. É natural. Como líder do prefeito Walter, eu tenho procurado conversar com todos, mesmo com críticos do meu mandato. Ando na cidade para saber o que desejam dos seus representantes na Câmara, e tenho certeza de que o nosso trabalho está sendo bem feito, mas quer se aprimorar com propostas.


O que falta?

Ivens – dizer que acertamos em 100% é ser egoísta. Claro que erramos bastante, mas acertamos muito mais. Em minha opinião, entramos na era da interação total. Os eleitores não querem mais ser o voto passivo. Querem ter voz e procuram mais do que dizer: querem estar como partícipes das decisões. A era que surge agora é de desafios e requer políticos antenados com todos de forma global e forma objetiva.


***** XXX*****

O pré-candidato a vereador do PPS, Mario Antonio Zaia, também amealha apoios. Desta vez no meio intelectual, através da poetisa, escritora, professora e renomada integrante da Academia de Letras de Mogi Guaçu, Maria Inês, que verbaliza sua força à campanha do ex-diretor der obras do Samae. Mais detalhes em breve.


Pré-candidatos a prefeito engatam a segunda marcha e ensaiam os primeiros passos para a campanha que se avizinha. Pequenos impressos já pipocam nas casas, como foi o caso do pré-candidato a prefeito Alex Tailândia.


O pré-candidato a prefeito do PRB calçou as sandálias da humildade e imprimiu um jornalzinho em couche dos mais baratos, típico do almanaque Sadol, e mandou ver em suas explicações e propostas, fazendo um pequeno balanço de pedidos de verbas a deputados federais da legenda que o abriga no momento.


O impresso de Tailândia também foi naquela linha de “eu digo verdade”…“sou briguento mesmo” e por aí vai.


Já  pré-candidato a prefeito pelo PSD, Marcos Antonio, mandou ver num impresso de melhor qualidade para anunciar que tem, efetivamente, o apoio do ex-prefeito do Guaçu e de Mogi, Carlos Nelson, além do médico André Paliari.


Marcão estava esperando uma boa notícia que viria do andar de cima para dar inicio à sua pré-campanha pisando com o pé direito. Pelo jeito conseguiu.

Está cada dia está mais forte o boato de que o vereador Daniel Rossi (PR) pode ser mesmo o vice do prefeito Walter, pré-candidato à reeleição.

De uma boca maldita que não deixou passar em branco: “enquanto os oposicionistas distribuem jornalzinhos, o Warti vai entregando obras”.

Causou polêmica o editorial deste JG sobre alerta em torno dos ditos candidatos cristãos. Fica bem esclarecido que JG tem respeito por todas as crenças e que as tem por apreço elevado. Com exceção daqueles senhores e senhoras que usam o santo nome de Deus para amealhar votos por proselitismo interesseiro, patrocinar preconceitos e desagregar o debate social ao excluir a expressão de todo o conjunto de opiniões.

O pré-candidato a vereador Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia, liderança parlamentar do PTC e da Zona Sul, tem cobrado insistentemente a iluminação do Córrego dos Macacos e melhorias concretas para a região…e por isso já colhe apoiadores que desejam que a Zona Sul não fique numa promessa de planilha. “Precisamos ouvir, propor e realizar”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *