HMTR TÁ COM UTI DE BOA E ASSEGURA REPASSE DE VERBAS

A Secretaria de Saúde de Mogi Guaçu continua fazendo esforços para melhorar a assistência prestada à população. Há duas semanas, o órgão recebeu uma ótima notícia do Ministério da Saúde.

Foram habilitados os exames destinados à investigação de casos de câncer e a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal “Dr. Tabajara Ramos”. “É uma grande vitória e uma grande conquista”, considera da secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida Carvalho.

O aval obtido vai permitir a transferência de verbas federais ao hospital, que até hoje não eram recebidas. Clara explica que o hospital cumpriu todos os parâmetros exigidos pelo Ministério da Saúde para o funcionamento da UTI.

“Isso exigiu um trabalho técnico de grande complexidade, porque é preciso demonstrar que o setor (a UTI) está devidamente equipado e que conta com profissionais gabaritados, entre outros requisitos”, explica a secretária.

Nos dois casos, a habilitação obtida vai representar uma economia importante para o Município. A UTI já funciona regularmente e suas despesas são custeadas por recursos financeiros do Município.

Com esse aval do Ministério da Saúde, o hospital vai passar a receber uma verba de R$ 72.805,00 por mês do SUS (Sistema Único de Saúde). Por ano, serão mais de R$ 864 mil. Até então, o SUS não oferecia nenhuma remuneração aos serviços prestados.

No caso da habilitação dos exames para diagnóstico em Oncologia, que são exames de pessoas com suspeita de serem portadoras de câncer, o Hospital Municipal também será beneficiado com contribuição federal. “Será um alívio para nossas despesas”, assinala Clara.

O HM vai passar a receber por mês R$ 50.956,00 para cobrir essa despesa. Em um ano, serão em torno de R$ 612 mil de verba que serão repassadas ao Município.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *