GUAÇUANO SE TRANSFORMOU EM PAUTA BOMBA

O Clube Atlético Guaçuano virou um elefante branco. Com a desistência do ex-presidente Paulão Sabino em administrar o clube, a agremiação que nunca contou com apoio da população de forma ostensiva, justamente por não provocar empatia, corre sério risco de acabar.

E deveria.

O Mandi, como carinhosamente fora chamado pelos anos a fio, conheceu aqui e acolá alguns 15 minutos de fama, sendo a última vez em 2011, quando quase chegou à Série A2.

De lá pra cá, e até antes também, sempre se caracterizou por um time de ruim a pior – que viveu no limite.

Paulão faz bem em largar esta bomba. O Guaçuano é uma verdadeira pauta bomba ambulenta.

Não porque o comando não lhe apeteceria, mas porque o Guaçuano é um saco vazio, de filó, que não tem fundo.

Vale dizer que Paulão chegou a trabalhar representando o clube, na FPF, praticamente de graça – como advogado, não cobrando honorários.

Paulão foi até onde poderia ter ido. Outro, talvez teria pegado as chaves e jogado em cima da mesa de quem poderia ter ajudado, e não ajudou.
Agora, a batata quente, ou melhor dizendo, a bomba passou para outras mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *