GUAÇU REGISTRA 5.513 RAIOS POR ANO

No ano passado, o município de Mogi Guaçu ficou em segundo lugar da região em incidência de raios. Campinas foi campeã, segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Na terra de Carlos Gomes aconteceram 7.670 raios.

Este fenômeno é consequência do El Niño, que aquece o Pacífico Equatorial e traz mais tempestades ao Brasil, especialmente no Sudeste. As tempestades são ambientes propícios ao aparecimento de raios.

Apesar de ter ficado em segundo lugar dentre os municípios mais atingidos por raios em números absolutos na região, o Guaçu está longe de ser o lugar preferido, proporcionalmente ao tamanho total da sua área.

A densidade de descargas atmosféricas km²/ano foi de apenas 6.79  km²/ano. Campinas registrou 9.66 descargas por km²/ano (em 2014).

Vale lembrar que o número absoluto – ou total – de raios ‘caídos’ em uma cidade é obtido pela multiplicação simples do índice de descargas elétricas por quilômetro quadrado, multiplicado pelo tamanho da área do município, em especial seu perímetro urbano, onde ocorrem mais tempestades com raios.

Em SP, o município que lidera o ranking por quilometro quadrado é Itaquaquecetuba, com 13.13 raios por km²/ano. Em seguida, surge a cidade de Cândido Rodrigues, no oeste paulista, com 13.12 raios por quilômetro quadrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *