GUAÇU NÃO VIVE CRISE HÍDRICA, GARANTE SAMAE

O diretor de Obras do Samae, Mario Antonio Zaia, confirmou que o município não convive com uma crise hídrica, embora a vazão do rio Mogi Guaçu tenha atingido a menos de 5 metros cúbicos/s, isto é: 5 mil litros por segundo, conforme demonstra a foto.

De acordo com o especialista, o município utiliza em torno de 700 litros por segundo por dia, ainda bastante distante da capacidade de abastecimento do momento, ou seja, 5 mil litros por segundo.

Isto não significa que a situação não inspira cuidados.

Segundo Zaia, o Samae monitora a vazão diariamente na  fase de captação e obras estão sendo realizadas para evitar um colapso no futuro, como a construção de uma tubulação entre a represa e o Limoeiro, onde é feita a captação da água para o consumo humano.

“Por isso, pedimos à população para que economize água e faça o uso racional da mesma, mesmo após o período de chuvas se restabelecer normalmente”, concluiu o diretor de obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *