GUAÇU-ITAPIRA: RODOVIA DA MORTE ENFIM GANHA OBRAS DO GOVERNO DE SP

O governador Geraldo Alckmin já autorizou a contratação de projeto executivo para a execução de obras nas rodovias estaduais, incluindo o trecho entre Mogi Guaçu e Itapira, conhecida como a rodovia da morte tamanho o número de óbitos ocorridos na via, além de acidentes e a constante insegurança para quem utiliza a antiga vicinal que fora estadualizada há 3 anos e desde então estava esquecida.

O prefeito Walter Caveanha participou da solenidade no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista no dia 27, que contou com a presença do líder do governo do Estado na Assembleia do Estado, o deputado estadual Barros Munhoz, o secretário de Logística e Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, e o superintendente do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), Ricardo Volpi, além do prefeito de Itapira, José Natalino Paganini.

A rodovia “Antonio Joaquim de Moura Andrade” foi estadualizada em 2014. Nesta terça-feira, o governador anunciou um pacote de investimento na ordem de R$ 361,7 milhões para 23 rodovias paulistas. O trecho entre Mogi Guaçu e Itapira conta com 22,5 km de extensão. Alckmin autorizou a contratação do projeto executivo, que irá nortear as obras na rodovia.

Esta etapa é primordial para a realização de boas obras, já que todo o mapeamento topográfico e geométrico, além do levantamento de pontos críticos e o mapeamento do volume de tráfego serão desenvolvidos durante a elaboração do projeto. A licitação do projeto executivo terá custo de R$ 1,7 milhão, segundo o Governo do Estado, para avaliar as condições da pista e definir o plano de trabalho.

O projeto também é responsável por estabelecer tudo o que deve ser feito em termos de melhorias, recuperação do pavimento e da sinalização, drenagem e pavimentação dos acostamentos – hoje inexistentes ao longo da rodovia.

A estrada tem importância estratégica, porque liga a SP-352, que vai para o sul do estado de Minas Gerais, à rodovia SP-342, que liga Mogi Guaçu a Espírito Santo do Pinhal. “Trata-se de uma grande conquista para a cidade”, enfatizou o prefeito Walter Caveanha.

De acordo com Munhoz, a autorização do projeto executivo é um passo fundamental e muito importante rumo às tão esperadas obras de recuperação da antiga vicinal. “Sem esse projeto, o DER não pode começar a obra. Esse projeto executivo detalha tudo o que precisar ser feito na rodovia, desde trechos que necessitam de faixas adicionais, dispositivos de acesso, sinalização, recapeamento, enfim, abrange tudo e define os custos da obra”, comentou o deputado.

“É um grande acontecimento se levarmos em conta que aquela rodovia é extremamente importante para o desenvolvimento regional”, explicou Caveanha. O prefeito de Mogi Guaçu retornará a São Paulo para audiência com o secretário estadual de Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, para conhecer detalhes do projeto e o cronograma de obras. Caveanha também vai solicitar melhorias no trevo de acesso da rodovia Mogi Guaçu-Itapira com a SP-342.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *