GUAÇU FECHOU 2015 COM 14,5 MIL CASOS DE DENGUE

Os números finais indicam que Mogi Guaçu teve 14.583 casos positivos de dengue em 2015. Do total de 20.645 notificações, 6.062 deram negativo.

Os resultados soropositivos incluem 29 casos importados, além de 14 de outras cidades que foram atendidos e notificados em Mogi Guaçu.

O relatório foi concluído nesta terça-feira, dia 1º, pela Vigilância Epidemiológica, após a liberação dos resultados dos últimos dois exames pelo Instituto Adolfo Lutz.

Em 2015, Mogi Guaçu enfrentou epidemia de dengue que exigiu da Prefeitura uma série de ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

A região com mais casos positivos em 2015 foi a dos bairros abrangidos pelas unidades de saúde Fantinato I e II, Santa Terezinha, Santa Cecília, Zaniboni I e II, Suécia e Chaparral, na zona Leste, com 4.393 infectados.

Em segundo lugar aparece a região coberta pelas unidades Zona Norte (Jardim Novo e imediações), Ypê II e Ypê Pinheiro, com 3.538 casos.

O relatório registra 2.522 casos na área das unidades Zona Sul (Jardim Itamaraty, Bandeirantes e adjacências) e Guaçu-Mirim.

Na região de cobertura do Centro de Saúde e do posto médico do Jardim Hermínio Bueno foram confirmados 2.417 casos.

Na zona Oeste, abrangida pelas unidades de saúde do Jardim Centenário e Centro Oeste (Jardim Nossa Senhora das Graças e proximidades), ocorreram 1.225 casos.

O menor número de soropositivos, 445, foi registrado na zona rural, em que se incluem o Distrito de Martinho Prado Júnior , Chácaras Alvorada e Nova Louzã.

Os 29 casos importados se distribuem por todas as seis áreas do mapeamento do Programa de Epidemiologia e Controle de Doenças, que se subdividem em setores.

Já em 2016, segundo o último relatório semanal, foram confirmados 27 casos de dengue, de um total de 390 notificações, das quais 68 aguardam o resultado do exame. Nenhum de chikungunya ou zika.

As ações de controle e bloqueio para eliminação de criadouros de larvas e combate ao mosquito continuam sendo realizadas pela Secretaria de Saúde.

(da assessoria de imprensa da Prefeitura)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *