GUAÇU: CALORÃO AQUECE VENDAS DE VENTILADORES E DE AR CONDICIONADO

Estefânia de Oliveira não dormia direito há duas noites por causa do calor insuportável. Na última quarta-feira, 14, resoluta, tomou uma decisão. Iria adquirir um ventilador. Então comprou um modelo tamanho médio, de marca conhecida e deu bye-bye ao tempo quente.

A consumidora levou pra casa uma das últimas 8 peças que sobraram de um montante de 400 que chegaram no último final de semana.

A onda de calor, com temperaturas até 5 graus acima do normal para a época, impulsiona as vendas.

Numa loja de departamento do Centro, por exemplo, as vendas saltaram 70% em relação ao final do ano passado e alavancaram a saída dos aparelhos de ar condicionado por tabela.

Em outra do calçadão o consumo também atinge picos nunca vistos para modelos diversos. O vendedor Felipe Campos citou que não havia um mísero aparelho disponível. “Vendeu mais do que no Natal”, declarou.   

O metalúrgico Genévaro Conrado que o diga. Ele não pensou duas vezes e abocanhou um dos últimos itens disponíveis de ar condicionado em uma loja de departamento.

Deu adeus aos dois ventiladores que o refrescavam em pedaços durante a noite. Não pensou nem mesmo na conta de energia.

“Eu quero é dormir”, mencionou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *