FACULDADE DE MEDICINA NO GUAÇU JÁ CONTA COM APOIO DECISIVO

A possível aprovação pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) do curso de medicina da Faculdade Municipal Franco Montoro passou a contar com apoio de peso na esfera parlamentar municipal quanto do Estado.

Aqui no Guaçu, por exemplo, o líder do prefeito Walter Caveanha (PTB), o vereador Ivens Chiarelli (PTB), emitiu nota demonstrando total apoio à instalação do curso.

“Sabemos que o prefeito está empenhado em trazer este curso tão importante para a Faculdade Franco Montoro, instituição recuperada pela atual gestão. E pode contar com o meu apoio para que a nossa cidade e região tenha este importante benefício. Infra estrutura e um complexo hospitalar de primeira nós já temos, e a Câmara quer também se empenhar para colaborar para a efetivação do curso”, comentou.

Segundo Ivens, a aprovação do curso de medicina é sim real, e os documentos todos foram entregues, cabendo o sinal verde por parte do Conselho Estadual de Educação. “E o que estiver em minha alçada, eu desejo colaborar de forma decisiva”, salientou.

O presidente do PPS, Mário Antonio Zaia, também se colocou à disposição para concretizar o curso de medicina no Guaçu. “Estou em contato com o deputado estadual Davi Zaia, meu primo e ex-secretário de Gestão Pública de SP, quem trouxe o Poupatempo pro Guaçu; para colaborar com o seu  gabinete e da estrutura partidária da nossa legenda”, destacou.

De acordo com Zaia, a possível vinda da faculdade de medicina para a FMPFM só acontece porque na gestão Caveanha foram recuperadas a credibilidade e a qualidade da Franco Montoro. “Sem este resgate criterioso, o Conselho Estadual da Educação sequer cogitaria de receber a documentação e o projeto do curso”, afirmou.

Por sua vez, o líder do PTC na Câmara Municipal, o vereador Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia, destaca que o Legislativo guaçuano deve se empenhar para que o curso de medicina não fique somente na boa intenção.

“Eu próprio estou endossando a força tarefa do Executivo para que o curso seja uma verdade, pois são muitos os jovens que desejam fazer esta faculdade, mas não têm condições porque é necessário mudar de cidade”, listou.

Conforme Zanco, uma faculdade de medicina irá ampliar a qualidade dos atendimentos médicos em várias frentes, em Mogi Guaçu, possibilitando maior imersão da população no centros diagnósticos, intensivos e ambulatoriais. “Todos nós ganharíamos com isto”, lembrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *