EX-GENI: A SOGRA REPAGINADA

O tempo de meter o pau na sogra já passou. A nova sogra é mais do que ser mãe duas vezes. É companheira e antes de mais nada uma mulher antenada com os tempos modernos e com as necessidades do casamento da nora e ou do genro.

Sim, é verdade. Muitas sogras se dão muito bem com os parceiros dos seus filhos hoje em dia. Na maioria dos casos, elas acabam se tornando verdadeira amigas.  

No Dia Internacional da Sogra, comemorado no 28 de abril pelos brasileiros, genros e noras fazem questão de celebrar a relação entre ambos; uma relação que no passado era vista como um mal necessário.

Rebeca Barbosa refuta todos estes estereótipos e assinala que a sua sogra, Ruth Barbosa, é um show. “Ela é moderna, amiga, sempre presente. Um exemplo de vida e de pessoa para mim, é uma benção em minha vida”, cita com um orgulho danado.

Para Rebeca, a sogrona do coração é fonte de inspiração para o seu próprio casamento. “Ela é tem mais de 30 anos de casada, portanto, muito a me orientar e aconselhar, já que tenho apenas 3 anos de união com o filho dela, a quem amo muito”, destaca a moça de 21 anos.

SEDA – quem também rasga a maior seda para a própria sogra é a comerciária Verusca Rocha Carvalho, que comenta que a mãe do seu marido é mais que uma mulher experiente.
“Ela me ouve, me entende e compreende sem me julgar, o que é uma verdadeira felicidade em minha vida. Conversamos sobre coisas do universo feminino e sei que posso contar com ela pra tudo. É uma pessoa além do seu tempo”, afirma.

Outro ponto positivo de dona Cleusa, de 50 anos, sogra de Verusca, são as atitudes de união da família. “Ela me estendeu a mão quando tive o meu filhinho e demonstrou o quanto é bonito ser mãe, mulher, companheira e amiga. São exemplos que vou guardar para sempre”, assinalou.

Outra pessoa que só tem a agradecer à sogra é o comerciante José Sidnei Storari. Segundo Nei, como é popularmente chamado, dona Ivodete, de 86 anos, embora seja de uma geração mais matriarcal, foi um esteio quando do nascimento do seu primogênito, Lucas.

“Ela nos ajudou a cuidar do bebê nos primeiros meses, porque ambos, eu e a esposa, trabalhávamos fora. Foi uma passagem da minha vida que não esqueço nunca e do qual sou muito grato a ela”, confidenciou.

VAIDOSA: a nova sogra é moderna, vaidosa, gosta de se cuidar e curtir a vida com o marido. Rosana Costa Mineiro é comerciária e se enquadra neste perfil. A filha dela, Karina, está noiva de Ricardo.

Para Rosana, a sogra dos tempos atuais está sempre presente na vida dos filhos e dos seus parceiros, mas não é para meter o bedelho ou infernizar a relação.

“Eles têm todo o direito de decidirem o que for melhor, mesmo quando me pedem conselhos ou alguma orientação”, ressalta.
Já sobre Ricardo, o genrão, Rosana é toda coruja para com o rapaz. Diz que a filha tirou a sorte grande e que rapaz “é um amor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *