EX-COMANDANTE DA ROTA MANDA VÊ: “NÃO ESPERO O BANDIDO DAR O PRIMEIRO TIRO”

Taxado de extremista de um lado e reacionário de outro, o coronel PM, Paulo Adriano Telhada, é hoje um político com paixão. Eleito vereador nas últimas eleições, continua com seu estilo característico – pão, pão; queijo, queijo – agora no campo dos homens engravatados.

Foi ex-comandante da temida e temível Rota (Ronda Ostensivas Tobias de Aguiar) de 2009 a 2011, quando se aposentou por tempo de serviço. Acredita piamente que a situação de insegurança da sociedade é devida ao que considera inversão de valores.

“Proteger os bandidos e execrar o policial que age em defesa da sociedade não é justo e só atrapalha”. “A sociedade é quem perde quanto o policial é morto em combate”.

Telhada é direto. Este é seu estilo. Quer mesmo que bandido se exploda e possa mandá-los para a Conchichina. Não tem remorso pelos anos de atuação na rua e afrontou até o governador em defesa da classe.

Seu grande amor é mesmo a Rota e tasca uma frase maniqueísta para o consumo geral: “quem é contra a Rota é porque não a conhece, ou porque gosta de bandido, simples assim”, afirmou o oficial PM que, porém, cobra mais senso por parte dos cidadãos. “As pessoas que foram às ruas contra a corrupção são as mesmas que votaram nos políticos corruptos que estão presos em Brasília”, opina.

Com estas frases de efeito, vai marcando sua atuação como vereador de primeiro mandato, 89mil votos e foco na segurança. Possui o mesmo estilo de Conte Lopez e Jair Bolsonaro, mas sem o espetaculoso do primeiro ou a histrionice do segundo.

Tem 52 anos e ingressou na Polícia Militar com 17 anos de idade, ainda adolescente. Ficou 33 anos na ativa e se aposentou com 50 anos. Ainda tem muita lenha pra queimar e defende uma democracia sem esculhambação.

Acha ainda que violento mesmo é o crime e não reputa a mesma fama aos policiais militares. “O cara que sai armado não vai fazer lazer, e por isso já escolheu o próprio gênero de morte”, detonou. “Não vou esperar que o bandido me dê o primeiro tiro”.

2 thoughts on “EX-COMANDANTE DA ROTA MANDA VÊ: “NÃO ESPERO O BANDIDO DAR O PRIMEIRO TIRO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *