ESPORTIVA APRESENTA 23 JOGADORES E MIRANDINHA TREINADOR

O grupo gestor que já comanda a Sociedade Esportiva Itapirense (SEI) apresentou na tarde desta segundona (20), pelo menos 23 novos jogadores que disputarão o Campeonato Paulista da Séria A3 do ano que vem. Contudo, a grande estrela do evento foi o treinador da equipe, ninguém menos que Mirandinha, 56 anos, ex-jogador que, nos  anos 80, marcou época como centroavante do Palmeiras, Corinthians, Seleção Brasileira e times do Japão.

A apresentação do elenco aconteceu no estádio municipal Chico Vieira e contou também com as presenças dos novos bam-bam-bans da equipe, o diretor de futebol, Claudenir Peixoto, ex-técnico em 2015; e o homem forte do grupo gestor, Júlio Américo, que representa as empresas Pátria Propaganda e Marketing e Itaquerão Soccer, que investirão grana pesada na Vermelhinha em 2016. O objetivo é subir para a Série A2. Isso é fato.

Os trabalhos em campo começam nesta terça-feira, no Solar das Andorinhas, no município de Campinas. Mirandinha adiantou pra Gazeta Itapirense que os treinos têm por objetivo analisar o desempenho de cada atleta.

“Será uma espécie de seletiva, pela qual vamos escolher os jogadores que mais se adequarão à nossa proposta de trabalho”, explicou o treineiro, que se disse satisfeito e feliz por estar em Itapira.

Miranda confirma que o grupo já conta com 15 contratados praticamente assegurados, todos indicados pelos gestores financeiros. Mas deixou a entender que isso não significa que a camiseta esteja assegurada.

“O nosso foco são os jovens, pois desejamos extrair o melhor deles nestes 20 dias de trabalho forte. Queremos alto rendimento não apenas na parte técnica, mas na disciplina e na vontade de compor com o grupo. E tudo pode acontecer”, declara.

Ainda segundo Mirandinha, que mantinha contatos com o grupo gestor de longa data, a decisão de escolher nunca é fácil, mas faz parte do dia-a-dia de treinador. É o que tem feito há 16 anos, tendo no curriculum títulos de campeão amazonense e cearense, respectivamente pelo Rio Negro e Fortaleza.

“Eu busco jogadores técnicos e disciplinados, que sempre foram minhas principais características dentro das quatro linhas, mas entendo que a Série A3 necessita de jogadores também cascudos, que briguem e lutem os 90 minutos pela equipe, pois os jogos do campeonato são pé no chão”, assinala.

O elenco não possui uma grande estrela de nome. A aposta é na garotada, que vem tinindo em busca de espaço.

“Eles são como diamante bruto, que precisam ser lapidados para brilhar. Estou esperançoso para 2016, porque temos conosco um plantel que vai ser definido em torno da minha filosofia de jogo. Temos tudo para fazer um bom campeonato”, menciona.

Os investimentos do grupo gestor na Itapirense não foram divulgados por Júlio Américo, que antecipou, porém, que as empresas têm bala na agulha para investir nesta pré-temporada de dois meses, e posteriormente ao campeonato.

“Vamos realizar as avaliações até próximo do dia 23. Depois disso, a apresentação será em janeiro. Mas é importante mencionar que o nosso cronograma já está em vigor e adiantado”, ressaltou Mirandinha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *