EMOÇÃO: LU ALCKMIN E WALTER ABREM O 19º JORI NO GUAÇU

O clima da abertura do 19º JORI (Jogos Regionais dos Idosos) de Mogi Guaçu foi composto por uma misto de alegria e alto astral e de emoção. Ao referir-se à morte do filho Thomaz, em 2 de abril deste ano, Lu Alckmin levantou o público em manifestação de comovente solidariedade.

“Ele se transformou na minha luta e me deu forças para continuar o meu trabalho”, afirmou. A primeira dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado declarou abertos os Jogos, que pouco depois tiveram início com a competição de coreografia.

O clima de animação instalou-se logo a partir de 8h00, quando as delegações começaram a ocupar o ginásio do Estádio “Carlos Nelson Bueno”, conhecido como Furno. 
O animador Panão brincou com a plateia, executou números musicais de variados gêneros e manteve o público em clima de alegria. 

A cerimônia de abertura propriamente teve início com a chegada da Primeira Dama do Estado, acompanhada do secretário de Esportes, Lazer e Juventude, Jean Madeira.
Uma a uma, as delegações foram chamadas à quadra, precedidas de um atirador do Tiro de guerra local com a identificação das cidades. 

As atletas Terezinha de Oliveira Vioto e Janice da Silva Lira conduziram a tocha e fizeram o acendimento da pira olímpica. Wanderlei Tadeu Cipolli fez a leitura do Juramento do Atleta.

A primeira dama e presidente do Fundo Social de Mogi Guaçu, Maria Amélia de Oliveira Caveanha enfatizou a importância do JORI como elemento de valorização da saúde e qualidade de vida. “Envelhecer é redescobrir uma vida nova para cada dia”, afirmou.

O secretário Jean Madeira classificou o Jori como “os jogos dos ultrajovens”, por seus participantes conservarem, na terceira idade, o entusiasmo da juventude. “Que haja vida longa para todos vocês”, desejou.

Além de dar boas vindas aos visitantes, o prefeito Walter Caveanha considerou que o Jori é um instrumento reconhecimento às gerações que muito já fizeram por suas comunidades.

Centrou seu depoimento na figura de Lu Alckmin, a quem disse ter conhecido, em outros eventos nos quais estiveram lado a lado, como “uma mulher vibrante e participativa”. 
Evidenciou-se também, após a morte do filho, disse o prefeito, a faceta da “a mulher lutadora, que soube enfrentar a grande dor, tornando-se exemplo e referência para nós, para todas as famílias”.

O vice-prefeito Marçal Georges Damião e o presidente da Câmara, Carlos Donizete da Costa, participaram da cerimônia.
PRIMEIRA DAMA

Lu Alckmin assinalou a sociabilidade que o Jori proporciona entre os idosos, aos quais homenageou. “Pelo que já fizeram, merecem nosso carinho, nosso amor e nosso reconhecimento”, elogiou.
Referiu-se ao drama da morte do filho Thomaz, em acidente de helicóptero em abril. “Pedi a Deus que me desse força para suportar aquele momento”, contou emocionada, sob aplausos do público que se pôs todo em pé. “Temos muito ainda por favor pelo povo de São Paulo”.

Ao final do cerimonial, Lu Alckmin concedeu entrevista coletiva à imprensa e recebeu abraços, cumprimentos e mimos das primeiras damas, prefeitos e autoridades dos 56 municípios participantes do JORI de Mogi Guaçu.

As competições vão se estender desta quinta-feira até domingo, dia 23, em diversos centros esportivos. No domingo será efetuada a premiação dos vencedores. É calculada a presença de 3 mil atletas na cidade.

 

TEXTO e FOTOS: secretaria de comunicação da Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *