EITA: 45 CASAS ESTÃO DESOCUPADAS NO YPÊ AMARELO

O número de casas do Parque Residencial Ypê Amarelo que ainda estão desocupadas não chega a 3,3% das 1.400 unidades habitacionais do conjunto. Na vistoria realizada no dia 10, sexta-feira, por solicitação da Caixa Econômica Federal, a Secretaria de Promoção Social constatou que 45 casas estavam desocupadas.

O prazo de 30 dias contados da entrega das chaves para que todas as famílias contempladas se mudassem para suas novas casas terminou no dia 27 de fevereiro.

O relatório da vistoria será enviado para a Caixa na próxima semana. A instituição financeira vai avaliar a situação dos imóveis desabitados e definir que medidas serão tomadas.

A Secretaria de Promoção Social mobilizou 47 funcionários e assistentes sociais para vistoriar cada uma das 1.400 casas nas 39 quadras do bairro.

As equipes constataram que a situação de 827 imóveis estava regular, com o beneficiário localizado em casa. A situação de outras 247 também estava regular, mas sem o mutuário presente.

Nos casos em que o beneficiário estava ausente, o vizinho assinou o termo de vistoria confirmando o morador do imóvel.

Em 222 casas não havia ninguém, mas os imóveis têm sinais de estarem habitados, conforme uma das referências pesquisadas segundo instruções da Caixa.

Em 59 imóveis, o termo de vistoria foi assinado por terceiros, isto é, indivíduos que estavam na casa, mas não constam do CadÚnico (Cadastro Único do Governo Federal).

Todas as famílias contempladas estão registradas no CadÚnico, o que permitiu aos agentes identificar se quem estava em casa no dia da vistoria era beneficiário ou não.

As 222 casas em que não havia ninguém presente, mas apresentam sinais de ocupação, serão vistoriadas novamente, em data ainda a ser definida.


TRABALHO SOCIAL

A partir do mês de abril a empresa Acta, contratada através de licitação para executar o Projeto de Trabalho Social do Ypê Amarelo, manterá escritório no local, inclusive com plantão para atendimento às famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *