DOMINGO DA FRANCO SE CONSOLIDA E LEVA MAIS 800 PESSOAS À FACULDADE MUNICIPAL

O evento foi realizado na manhã deste último domingo, 10, com a participação efetiva da comunidade guaçuana, dos alunos, diretores, coordenadores e funcionários.
O público não foi estimado oficialmente, mas de acordo com os fontes extra-oficiais é provável que que mais de 800 pessoas tenham participado do 3º Domingo na Franco ao longo de mais quatro horas.

Destaque para os trabalhos criativos apresentados pelos alunos dos diversos cursos, os passeios de barco com o pessoal dos Sentinelas do Rio Mogi Guaçu, a farta praça de alimentação com food-trucks de qualidade, além dos escoteiros dos três grupos do Guaçu, dentre outras atrações musicais, culturais, de lazer, convivência e pedagógicas.

O diretor da FMPFM, João Paulo Barbosa (dir), com coordenador da Ciência da Computação, Sandro, professor e chefe de campus: “evento cresceu e insere comunidade na faculdade”

Chamou a atenção os estandes de nutrição, psicologia e engenharia ambiental.
No espaço da Nutrição, os alunos fizeram preparações com vegetais comestíveis não convencionais, dentre eles a Bendoegra, conferindo um sabor especial aos alimentos -lançando mão de produtos que estão no dia a dia das pessoas.
Ao lado do estande, uma pequena exposição de produtos orgânicos da Bela Vista Orgânicos.

O empreendedor Mauro fez questão de divulgar as hortaliças e legumes frescos, produzidos sem agroquímicos e totalmente certificados pela Orgânicos Brasil, com relevância ainda para os ovos, frutas e excepcional mel artesanal.
Já os alunos do curso de Psicologia levaram ao público relatos em áudio de superação de vida, em que os participantes podiam ouvir testemunhos realmente emocionantes.

Um pouco mais além, quem visitava a sala da Psico poderia ter uma experiência real de como os idosos têm dificuldade de locomoção. Do lado de fora uma pequena feira do livro praticava a troca de obras literárias por meio do escambo.

Atividades do curso de Psicologia

Outra atração acadêmica foi a mega maquete montada pelos alunos da Engenharia Ambiental, sobre as condições ideais de convivência entre biomas e os espaços urbanos.

Com mais de 4 metros, a maquete (que receberia prêmios em quaisquer exposições de que participe) conduzia à conscientização da necessidade de preservação dos ecossistemas para garantir recursos necessários à vida também nas cidades.

O curso de enfermagem contribuiu com atendimento social ao público, em especial por auferir os índices glicêmicos (diabetes) e da pressão arterial.

Também foram relevantes as apresentações dos alunos dos demais cursos, como Ciência da Computação, do coordenador Sandro.

A conscientização ecológica mais uma vez ficou por conta das atividades realizadas pelos grupos escoteiros Rio das Cobras, Excalibur e Locomotivas e seus familiares, bem como dos concorridos passeios a barco realizados pelo sensacional grupo Sentinelas do Rio Mogi Guaçu.

O campus com estrutura privilegiada para a educação ambiental se demonstrou aberto para as atividades ecológicas.
Vale lembrar também que a Banda Marcial dos Ypês esteve mais uma vez presente e encantou com a afinação que é sua marca inconfundível. Para arrematar, a exposição de carros antigos deu um toque a mais do baita domingo na FMPFM

 

Maquete dos alunos da Engenharia Ambiental

Contudo, não faltaram estandes de beleza, barraquinhas de artesanatos, da Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu (Acimg) e de algumas lojas do comércio.

Os vereadores Natalino e Fabinho estiveram presentes, sendo que Natalino fez questão de prestigiar todos os estandes e enalteceu as atividades apresentadas. Também marcou presença, inclusive na Praça de Alimentação, o vice-prefeito Daniel Rossi.

O saldo do evento foi mais do que positivo, segundo o diretor geral João Paulo Barbosa. “Sem dúvida alguma, foi de alto nível e com intensa participação da população e da comunidade acadêmica”, ressaltou.

Ainda de acordo com João Paulo, o Domingo na Franco consolidou-se definitivamente como uma excelente oportunidade de acolhimento e de recepção da Franco Montoro para com a população guaçuana e da região.

O vereador Natalino Tony Silva e o diretor da FMPFM, João P. Barbosa, em frente ao novo prédio da biblioteca do curso de medicina

“Com isto, demonstramos o quanto a faculdade municipal possui responsabilidade social e excelente nível pedagógico, seguindo a política pública da administração do município de nortear as atividades da Franco por meio da qualidade do ensino”, ressaltou.

 

 

 

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar