DEFINITIVO: APROVADO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE FRANCO MONTORO

Agora é definitivo. O Conselho Estadual de Educação (CEE) aprovou a abertura do curso de Medicina da Faculdade Municipal Franco Montoro (FMPFM), de Mogi Guaçu. O primeiro vestibular, caso a instituição de ensino queira realizá-lo, já pode ser aberto no começo de 2018. É uma grande conquista acadêmica para a Baixa Mogiana.

O ‘martelo’ pela aprovação do curso foi batido na última quinta-feira, 19, após visita técnica de dois avaliadores do CEE, médicos e docentes vinculados à Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).

A visita foi acompanhada de perto pelo prefeito Walter Caveanha (PTB), que colocou todo o seu prestígio político pela aprovação. O curso já vinha sendo amadurecido há pelo menos três anos.
 
Os avaliadores do CEE seguiram um cronograma (check list) apresentado pela direção da FMPFM em termos de estrutura a ser disponibilizada aos alunos durante todo o curso.

Por exemplo, foram realizadas visitas técnicas ao campus da Franco, no bairro Cachoeira de Cima, além do Hospital Municipal Dr. Tabajara Ramos (HMTR) e Santa Casa, em cujas instalações serão utilizadas para módulos práticos do curso.

Segundo apurou a reportagem, os avaliadores entusiasmaram-se com a estrutura oferecida pelo HMTR e Santa Casa, em especial UTI, serviços oncológicos e outras alas, assim como de equipamentos e também laboratórios. Foram pontos chaves que proporcionaram notas consideráveis perante a análise dos avaliadores.

A Faculdade Municipal Professor Franco Montoro também oferece os seguintes cursos para graduação: Psicologia, Administração, Ciências Econômicas, Ciência da Computação, Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia Química, Nutrição e cursos de pós-graduação.

One thought on “DEFINITIVO: APROVADO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE FRANCO MONTORO

  1. Rose says:

    Irresponsabilidade! O poder público em conjunto com as concessionárias de energia e telefonia precisam responsabilizar esses comércios de pipas que estão proliferando pelo guaçu, pela sujeira nos fios e postes que está cada vez maior e esses comerciantes estão lavando a mão, o poder público precisa exigir destes comerciantes que implementem medidas educativas para que esses jovens não façam desta brincadeira algo mortal, a polícia precisa fazer um pente fino nestes locais,estão vendendo cerol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *