CUIDADO ELEITOR COM OS CANDIDATOS DITOS CRISTÃOS

A eleição está chegando e antes dela há campanha eleitoral. Candidatos de todos os matizes ideológicos, inclusive aqueles que só pensam neles próprios, estarão a campo em busca do seu voto. Cuidado.

Mogi Guaçu precisa de pessoas comprometidas com políticas públicas, sociais e empresariais claras, que incluam todos no bolo do bem-estar e do desenvolvimento.

Mas…

Há um grupo de candidatos, todavia, que prima por uma característica peculiar: os ditos cristãos.

Com uma falácia maviosa de temas caros aos sentimentos das pessoas, como família, casamento, nascimento, moral; tentam insculpir na mente dos eleitores um discurso hipócrita do uso de Deus.

Mas não um Deus libertador. Antes, sim, um deus que persegue, que lucra na política e que realiza o preselitismo através de líderes tacanhos.

E quem seria contrário a Deus numa situação como estas?

Mas o deus deles é da boca pra fora, pois que agem em favor das suas igrejas, dos próprios interesses (eleitoreiros), e nas vantagens que podem levar com este discurso que exclui antes de agregar.

Usam e abusam de citações da Bíblia para atacar homossexuais, as mulheres, os negros, os professores, pedagogos e todos aqueles que buscam uma sociedade de inclusão, de políticas públicas amplas e de participação de todos.

Cuidado!

Estes candidatos tentam ludibriar através de uma tradução literalista da chamada Palavra de Deus para enganar. E o enganado é você!

Alguém já se perguntou o que está por detrás destes candidatos cristãos? Alguém sabe quantos cargos possuem nas administrações municipais? O que ganham com projetos que impedem igrejas (as deles) de pagar impostos? E porque muitos de seus líderes estão com a vida ganha, gordos, endinheirados, mamando nas administrações e sentados numa posição em que se acham sabedores de tudo?

Que tipo de famílias preconizam? A deles, obviamente?

Mas por que não todas as formas de famílias que eduquem para o bem e a paz?

Mulheres? Só aceitam as belas, recatadas e do lar?

Educação? Por que desejam manietar professores e pedagogos a uma pedagogia baseada numa simplicidade burra, preconceituosa e racista? Por que usam Deus para maltratar e maldizer?

Veja, não estamos dizendo dos cristãos verdadeiros, os que se formaram no humanismo acima de tudo e buscam na caridade abraçar a todos; fazendo da tolerância o princípio básico de uma sociedade fraterna, cristã e verdadeira.

Mas, infelizmente, o que vemos são os ditos cristãos como hipócritas passando dos limites, postulando cargos grandes no município, mas que sequer empregam em Mogi Guaçu…possuindo empresas em outra cidade. Está certo isso? Se fazem isso agora, o que não farão depois de eleitos?

Não votem em cristãos assim, que só pensam em si próprios, que falam palavras bonitas, mas não hesitam em apunhalar-te pelas costas.

São os sepulcros caiados por fora, mas podres e malditos por dentro.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

5 Comentários

  • Responder julho 10, 2016

    Paulo Roberto

    Esse texto é preconceituoso e direcionado, provavelmente elaborado por anti cristão ou ateu, em todos os setores da sociedade existem os bons e ruins, inclusive no jornalismo… Essa matéria é tendenciosa e imoral, generalizando as pessoas através da religião… simplesmente por ser cristão não tem valores éticos?!? Matérias como essa são desnecessárias, e não agrega nada a sociedade!

  • Responder julho 5, 2016

    Liah

    Concordo com você Bira… infelizmente é isso que acontece… grande abraço… continue sendo a voz da população!

  • Responder julho 5, 2016

    cleofas

    É Bira , você foi de um infelicidade homérica meu amigo, ou conhece algum candidato ATEU? Ao invés de cristão para não ser tomado como intolerante não queria dizer evangélicos? Católicos, evangélícos, mórmons, espíritas, , e outros atis tbm são todos cristãos

  • Responder julho 4, 2016

    Jacques Gleyber Olimpio.

    Ola, eu em minha humilde opinião, acredito que nestas palavras há tanto preconceito quanto, qualquer homofóbico, racista, machista, etc, chamo isso de cristofobia …
    Alertar a população para votar corretamente, é muito importante, más daí tomar como verdadeiro que qualquer candidato cristão seja ou possua todos os adjetivos acima, me causa um certo temor, afinal qual a verdadeira intenção por trás de um texto direcionado a cristãos sem endereço ??, Deixando claro, que não sou católico, nem tampouco evangélico, porém acredito em Cristo, e em suas pregações, portanto me considero cristão.
    Acredito sim, que há maneiras de alertar a população das reais intenções de qualquer candidato, sem mencionar sua fé. Acredito eu que se tivesse em nosso meio algum candidato de fé islâmica, tais palavras não seriam cogitadas da mesma maneira, ou seriam ???. Vamos respeitar a fé alheia, assim como, sua opção sexual, racial etc.

  • Responder julho 3, 2016

    Fabio

    Em todas as etnias como na vida, existem os bons e o ruíns, essa matéria não é conveniente, não se usa religião, raça, cor ou grau de instrução para certos fins, deve-se olhar o caráter das pessoas, isso sim é coerência.

Deixe um comentário