“CRIAR PARTIDOS VIROU UM BALCÃO DE NEGÓCIOS”, AFIRMA ZAIA, QUE GARANTE PPS FORTE EM 2016

“Nós temos um quadro partidário hoje que está cada vez mais disperso. Aumentou agora os partidos com representação no Congresso e na Alesp. Nós, do PPS, não temos uma visão de se restringir a criação de partidos, se você tem uma linha de pensamento, comunga isso com mais setores da sociedade e quer organizar isso em partido, você tem que ser livre”.

A declaração do deputado Davi Zaia é secundada pelo presidente do PPS do Guaçu, Mario Antonio Zaia, diretor de Obras do Samae.
 
“Agora, criamos uma situação de que se criar partido virou balcão de negócios. Pois hoje se cria um partido, que leva deputados, tempo de televisão, fundo partidário. Este é o jogo que é ruim: ao invés de se criar um partido por conta de uma proposta nova, se cria para acomodar um político que não está feliz aqui ou ali ou para juntar fundo partidário ou juntar tempo de televisão para negociar isso sem o partido ter tido nenhum voto”, comentou Mario Zaia ao JG.

“Então, por isso, acho importante quando é possível juntar setores que tem pensamento comum dentro da visão de como deve se organizar a sociedade. E é nesse sentido que temos visto como uma possibilidade boa uma possível integração de projetos realmente importantes para a população”, diz o deputado Zaia.

“Agora, queremos fortalecer o PPS nos municípios, já visando a eleição de 2016, por conta do nosso sistema eleitoral, o tempo é muito curto, o prazo para quem quiser concorrer no próximo pleito se inscrever no partido termina em outubro do ano que vem. Temos menos de um ano”, adianta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *