CONTAS DE WALTER SÃO APROVADAS; AMARILDO, O PREFERIDO; PAU PRA TODA OBRA ASSUME COMUNICAÇÃO

SEM RESSALVAS – as contas públicas da gestão do prefeito Walter Caveanha (PTB), relativas a 2013, foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) sem ressalvas.

É ISSO AÍ – Pau pra toda obra, a secretária de Promoção Social, Mariana Martini, deve acumular as funções de secretária de comunicação. O titular da pasta, Valter Abrucez, se afastou para recuperação de cirurgia recém realizada.

AMOR ETERNO – o sempre pré-candidato Marcos Antonio, o Marcão (PSD), teria dito a correligionários próximos que, se for para escolher entre Amarildo Constantino e os demais, preferirá Amarildo! É que têm dito as línguas ferinas do mundo político próximo das eleições.

AGORA, SIM – a Justiça liberou a reconstrução da UPA, no Santa Marta, e parece que, agora, a coisa vai sair. O lenga-lenga vinha desde fevereiro do ano passado, quando um toró fez o diabo na unidade de pronto-atendimento e pôs o telhado abaixo.

LIMPEZA – não vai haver mutirões de limpeza para a retirada de um montão de coisas que podem se transformar em criadouros da dengue? É o que questionam os moradores do Guaçu.

CAÇAMBA – Benedito Rafael, 30 anos perdeu a vida após chocar se violentamente contra uma caçamba de entulho, na madrugada desta quinta-feira (07), na Rua Rio de Janeiro no Bairro Santa Cruz em Mogi Mirim. Será que o dispositivo estaria adequado com as normas que regulam a atividade?

FISCALIZAÇÃO
– quando é que haverá uma fiscalização mais efetiva – e contundente – contra o volume alto de diversas igrejas supostamente evangélicas? É um pampeiro que mistura falta de respeito e insanidade. E a pergunta não pode faltar: será que isso uma forma equilibrada de seu cultuar Deus?

VEREADORES – há uma suposta base evangélica na Câmara, com o pastor Elias integrante dela, que poderia conversar com o pessoal das diversas denominações para ter um pouco mais de discernimento e respeito para quem mora nas redondezas. Alô, Conselho de Pastores!

DIABO – a culpa é do capeta. Se não fosse o cramulhão, os pastores goelões não gritariam tanto assim.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *