CONQUISTAS DE WALTER DÃO VERDADEIRO CALA A BOCA EM ‘QUARTETO FANTÁSTICO’ DA CÂMARA

quarteto - CONQUISTAS DE WALTER DÃO VERDADEIRO CALA A BOCA EM ‘QUARTETO FANTÁSTICO’ DA CÂMARA

O ‘quarteto fantástico’ da Câmara Municipal, composto pelos vereadores Natalino Tony Silva, Fabinho Reis, Fábio Luduvirge, além do presidente da Casa, Rodrigo Falsetti, está sem isolando no poder Legislativo.

O motivo do isolamento são as recentes conquistas do prefeito Walter, que imobilizaram as críticas contra o Executivo, e ainda retirou Caveanha das cordas. Agora, é a trupe de parlamentares que se transformou em sparring prestes a levar um nocaute.

De acordo com um interlocutor do JG, o quarteto veio perdendo força na mesma medida em que as obras e conquistas do prefeito foram se avolumando.

“É claro que a crítica e a oposição são importantes; mas havia um exagero que em vez de contribuir parecia preferir o quanto pior, melhor. Isso não é bom para ninguém, principalmente para quem emite opiniões que rebaixam Mogi Guaçu no sentido de ganhar proveito próprio”, advertiu.

Uma outra fonte foi ainda mais contundente. Na brincadeira, ela esclareceu que o quarteto fantástico é formado pelo homem-borracha, o que não fala coisa com coisa; o homem-tocha (que tenta colocar fogo em tudo); o Coisa (que tem uma inteligência de pedra); e o Invisível (cujo nome já diz tudo).

Para as fontes ouvidas, o quarteto já se posiciona muito mal em ano pré-eleitoral. Isto porque o palanque das críticas tende a ficar muito curto no ano que vem.

“Na hora H, no vamos ver, a população vota em pessoas que realizam. E não naquelas que apenas usam o gogó para falar mal. Então, os opositores terão que modular o discurso e partir para uma agenda pró ativa. Senão, estarão na tanga do saci na época da eleição”, finalizou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *