COMPLEXO HOSPITALAR E UNIDADES EM REDE DEVEM VIABILIZAR FACULDADE DE MEDICINA NO GUAÇU

Agora é fato. A Faculdade Municipal Professor Franco Montoro (FMPFM) está em vias de ter chancelado o curso de medicina pelo Conselho Estadual de Educação. O complexo hospitalar e a qualidade dos serviços oferecidos pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família, além dos leitos da Santa Casa, são a porta de entrada para que o curso esteja praticamente aprovado.

O prefeito Walter Caveanha (PTB), solicitou ao diretor da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro” e secretário de Governo, Márcio Antonio Ferreira, que viabilize ainda este semestre o Projeto Pedagógico para implantação do curso de Medicina, protocolando-o no Conselho Estadual de Educação. O primeiro vestibular seria realizado ainda em 2017.

A ideia já havia surgido com a implementação do Programa “Mais Médicos”, do Governo Federal, em Mogi Guaçu, e vem sendo amadurecida por Márcio Ferreira e o presidente da FEG (Fundação Educacional Guaçuana, mantenedora da “Franco Montoro”), Bruno Franco de Almeida, chefe do Gabinete do Prefeito.

O estudo recente feito pelo diretor da instituição apontou que há muitos alunos na região que deixam suas cidades de origem para frequentar dos vários cursos da área da saúde, entre eles o de Medicina, em outros municípios e estados.

A implantação envolve vários procedimentos na administração para que o curso, depois de autorizado, seja oferecido pela Faculdade inclusive com o preparo docente. O projeto deverá transformar o Hospital Municipal em hospital-escola, sendo que o HM já abriga um diferencial com estágios de problematização que se iniciam no próximo semestre com o curso de Enfermagem, implantado e iniciado este ano.

O prefeito Walter Caveanha está empenhado em viabilizar dois outros novos cursos na “Franco Montoro”, o de Pedagogia e o de Música, cujos projetos já estão bem encaminhados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *