CANDIDATOS DO GUAÇU ENTRAM DE VEZ NA ERA DA INTERNET

As eleições municipal em Mogi Guaçu entraram de vez na era da internet. Se antes os candidatos tinham os sites de campanha apenas como coadjuvantes, agora as redes sociais emplacam de vez o material mais imediato de divulgação de propostas.

Isto acontece devido ao declínio da importância do jornal como meio de informação imediata, já que no impresso a notícia chega ao leitor com gosto de pão amanhecido, muito em decorrência da morosidade por acompanhar os fatos, produzir a notícia e divulgá-la nas bancas daquela forma concatenada. Uma verdadeira eternidade.

Vereador por quatro mandatos, Ivens Chiarelli (PTB), por exemplo, vem atuando nas redes sociais há vários meses, com um perfil do Facebook com milhares de seguidores.

“Não há como negar: as eleições deste ano serão fundamentalmente impactada pela internet, e acho isso bom porque nenhum jornal impresso pode ser o dono da razão. As redes sociais libertaram os leitores, os eleitores e as pessoas de maneira geral da ditadura da opinião dos editores”, alegou o pré-candidato ao quinto mandato. “A repercussão é super rápida, além de podermos conversar com as pessoas online e no mesmo momento. Só tenho elogios as redes sociais e à internet”, declarou.

O presidente do PPS, Mário Zaia, pré-candidato a vereador, também vê com bons olhos a internet, e mais notadamente as redes sociais.

“É um espaço mais democrático, onde a assimilação das informações é mais rápida. Você não precisa esperar para sair no jornal para ter uma repercussão de um fato”, alude. “Contudo, não podemos riscar do mapa a importância e o peso dos jornais e revistas, que possuem leitores muito gabaritados e um trabalho bem feito na prospecção do material”, confessa.

O vereador Luís Zanco Neto, o Zanco da Farmácia (PTC), líder da Zona Sul e da Vila Paraíso, é outro pré-candidato à reeleição e só lista vantagens da internet na atual campanha. “As redes sociais nos ajudam a ter um contato direto com as pessoas, dialogando com elas, seja para receber sugestões ou reivindicações, ou para que elenquemos soluções e propostas de nossa autoria. No jornal, embora reconheça a super importância dele, a comunicação é muito mais difícil. É como se existisse um muro entre nós, vereadores e população”, afirmou.

O também pré-candidato a vereador, só que pelo Solidariedade, o vice-prefeito Marçal Georges Damião, também aderiu às redes sociais e está cada vez internauta. “Embora tenha sido formado na escola do corpo a corpo, como a maioria dos candidatos, é inegável que as redes sociais têm colaborado para aproximarmos da população. O vínculo com as pessoas é muito maior e mais imediato”, afirmou.

No campo das eleições majoritárias, os pré-candidatos a prefeito também fazem bonito na redes, incluindo aí o Whats App.

O prefeito Walter Caveanha (PTB), que concorre ao quinto mandato, além dos postulantes Marcos Antonio (PSD), André Oliveira (PSOL) e Alex Tailândia, tem lançado mão de vídeos, artes, banners e flyers que buscam chamar a atenção dos seus seguidores. Os resultados são vistos com muitos likes e compartilhamentos, primando pela criatividade.

Além de todas as vantagens listadas acima pelos entrevistados, as redes também contribuem para o exercício da crítica direta e expositiva dos políticos, diferentemente do que ocorre nos jornais tradicionais, cujo filtro às vezes impede a postura mais contundente por parte dos leitores, relegado a um ‘espaço do leitor’.

Um grupo que está fazendo e acontecendo no Facebook é o FALA SÉRIO GUAÇU, com mais de 10,5 mil membros, que postam material com muito humor, críticas ácidas e denúncias. Vale a pena conferir.  

 

 

FOTOS (print-screen de páginas do Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *