CAÇA-FANTASMAS PODEM INVESTIGAR MORTE DE OPERÁRIO CIMENTADO VIVO EM VIADUTO DA PAULA BUENO

Após décadas da terrível morte, a equipe do Caça-Fantasmas Brasil pode reabrir as investigações – no campo paranormal – sobre a morte de um operário cimentado vivo em uma pilastra do viaduto da Fepasa sobre a rua Paula Bueno, nas proximidades da Ingredion (antiga Maisena).

A equipe bomba no Youtube com o canal Visão Paranormal e já foi responsável por encontrar espíritos em situações semelhantes em todo o país. Foram entrevistados pela Folha SP, UOL, The Noite, dentre outros programas e jornais de repercussão.

Rosa Jaques e João Tochetto, casados, contaram para o JG que devem vir a Mogi Guaçu nas próximas semanas para investigar o caso, que ainda suscita muitos pontos de interrogações.

“A história de um operário que caiu dentro da pilastra, e em seguida fora cimentado é impressionante. Com certeza há energias no local que precisam ser compreendidas, e porque não espíritos encaminhados?”, observou Tochetto, que filma todas as investigações realizadas.

A queda aconteceu quando da construção do viaduto.

Especialmente Rosa Jaques lança mão de equipamentos que identificam campos magnéticos dos mortos.

Ela explica que indícios caracterizam a presença de espíritos, como a queda brusca de temperatura, vozes, fluidos e o magnetismo característicos de quem já não faz mais parte deste mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *