BUFUNFA DO FUNCIONALISMO FAZ PREFA TORRAR R$ 33,5 MILHÕES EM 40 DIAS

A prefeitura vai ter que desembolsar R$ 33,5 milhões em 40 dias para garantir a bufunfa mensal do funcionalismo municipal.

A grana leva em conta a folha de novembro, a ser paga até o 5º dia útil de dezembro; a folha de dezembro, com quitação até o 5º dia útil de janeiro; além do 13º salário, previsto para a liberação em duas parcelas, sendo a segunda em 20 de dezembro.

Só a folha do salário normal equivale a R$ 12 milhões, enquanto que o abono do 13º é de R$ 10,5 milhões. Desse montante é abatido R$ 1 milhão, antecipado a servidores que optaram por recebê-lo por ocasião das férias.

Não é preciso dizer que o período é o mais pesado com a mão de obra da chamada máquina administrativa. O secretário da Fazenda, Roberto Simoni, trabalha na alocação dos recursos necessários à cobertura desses encargos.

Para isso, aguarda a habitual contribuição da Câmara em fim de ano, através da devolução de parte dos duodécimos destinados ao custeio das atividades do Legislativo. Ele estima que essa contribuição possa chegar a R$ 1.5 milhão.

Outra expectativa é quanto ao ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços). Como novembro tem cinco semanas, a quota mensal, liberada em parcelas semanais, deve ser melhor que nos outros meses. O tributo vem sofrendo queda desde o início do ano.

Outras fontes em expectativa deverão acrescer recursos à massa necessária para a quitação dos R$ 33,5 milhões. “Para a Prefeitura, é um esforço grande, mas inevitável”, salienta Simoni.

“Por outro lado, sob o ponto de vista da economia local, é um alento no quanto esse montante pode contribuir para a dinâmica especialmente do comércio e serviços”, pondera o prefeito Walter Caveanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *