BOMBA: AMARILDO SE FILIA AO PSDB. MARCÃO E TAILANDIA DE TRETA. ENTREVISTA NADA BOA

Agora é oficial. O ex–vereador Amarildo Costantino, homem forte do ex-prefeito Paulo Eduardo de Barros (PHS), assinou ficha de filiação no PSDB, e vai postular pela legenda uma das vagas a vereador, em 2016. Há quem diga que o potencial de votos de Amarildo ultrapassaria a casa dos mil. Será?

1.1.Com a filiação, Amarildo passa a ter um viés governista, caso o PSDB venha a apoiar explicitamente o atual prefeito Walter Caveanha, em uma possível reeleição, o que não é nada difícil. Desta forma, demove quaisquer intenções de figurar na coligação que poderá dar suporte ao empresário Marcos Antonio (PSD).

1.2. Vale lembrar que rumores indicavam que Amarildo não era bem vindo à coligação. Não por parte de Marcão, segundo uma fonte. “Mas, em especial, pelos demais candidatos a vereador.  O cagaço deles é enorme, justamente porque o Amarildo pode se eleger, e eles não”, afirmou.

2. Seria este o mesmo caso de Dra. Sandra Benites, que agora pensa, seriamente, em ser candidata a vereadora. Filiada ao PHS, a médica está sendo assediada por siglas peso-pesadas.

3. A novela em torno do vereador Alex Tailândia continua. Os boatos indicariam que o parlamentar terá uma conversa definitiva com o deputado federal Paulo Teixeira. É para ver se continua no PT. Por outro lado, a saída de Tailândia do meio petista é fava contada, e zunidos dão conta de que ele e Marcão já até almoçaram juntos para alinhavar uma possível dobrada para 2016. Será?

4. Não caiu nada bem, entre muitos bam-bam-bans da Administração, a entrevista do secretário municipal de cultura, Luiz Carlos Ferreira, à Tribuna do Guaçu, há uma semana. Na entrevista, Luiz Carlos, que havia tempos estava quieto, disse que o PMDB pode ter candidato próprio a prefeito no ano que vem.

5. “Ué, mas ele não tem o dever de apoiar justamente o Walter, que é o seu patrão?” Foi o que disse um cardeal de dentro do poder municipal. “A entrevista foi imprópria e em hora errada. Secretário é como ministro: não pode aparecer mais do que o prefeito ou o presidente”, lascou o cardeal.

6. A entrevista, segundo a fonte cardealística, reforça a tese de que o presidente do PMDB guaçuano, o empresário de fora da cidade, Modesto Júnior, é como rainha da Inglaterra. “de fato está no posto, mas não manda”, declarou à coluna.

7. O vice-prefeito de Mogi Guaçu, Marçal Georges Damião (SD), tem tudo para voltar a ser presidente do Sindicato dos Metalúrgicos. A composição para a nova diretoria inclui forças experientes e lideranças joviais, que pretendem resgatar o sindicato do buraco em que há dois anos a CUT meteu a entidade.

8. Hélio Miachon Bueno continua quieto. Não diz se vau ser candidato a prefeito, mas o seu potencial de votos é sempre grande. De um bam-bam-bam da política, apoiador de Walter desde priscas eras: “quando ele sai para a campanha é um furacão. Hélio é uma lenda da nossa política, é preciso respeito e admiração. Mas, as sondagens informam que Caveanha vence em todos os cenários”, assinalou.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar