BATALHÃO TESTA PROJETO INÉDITO ENTRE GUARDA E PM

Começou a ser testado em Itapira o ‘Juntos Somos Mais Fortes’,  um projeto piloto de integração de efetivos da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal para diversas atividades em conjunto.

O programa prevê, nos próximos meses, a implementação de ações semelhantes nas oito cidades que integram o 26º Batalhão de PM, incluindo o Guaçu. Encontros com os comandos da GCM local serão agendados em breve.

Reuniões de trabalho e treinamento com homens das duas corporações já começaram em Itapira. Na prática, é o start de uma cooperação inédita na região.

“O Juntos Somos Mais Fortes é piloto e a experiência em Itapira vai nortear as possibilidades nas demais cidades do nosso batalhão”, comentou o major Mello Araújo.

O comandante regional da PM tem consciência das dificuldades de se colocar em prática uma integração tão ampla de corporações com características próprias e muitas vezes se entreolhando com indiferenças.

“Aqui ninguém manda em ninguém, e todas as sugestões são tomadas em conjunto, sendo a execução prática uma contribuição de todos”, comentou.

Mesmo assim, Mello deixou claro que a tarefa não será fácil, mas também tão pouco difícil. “É preciso buscar a integração de fato, ser humilde, planejar o policiamento, trabalhar com informação e inteligência, eleger prioridades e fazer acontecer, agora é a vez da nossa geração em contribuir com a segurança pública, cuja forma de atuação está falida e é preciso quebrar paradigmas, mudar e fazer a diferença”.

PRIORIDADES – Mello Araújo deu a entender que a era dos rambos já acabou, isto é, os policiais ou equipes que, sozinhos, tentam monopolizar as ações tão só para ficar com os louros ou saírem nas fotos para a imprensa.

Elencou exemplos sobre prioridades a serem seguidas e citou várias vezes que compartilhar informações é a grande sacada para que o policiamento ostensivo seja efetuado com sucesso.

O comandante da PM ainda botou o dedo na ferida ao dizer que policiais e guardas corruptos não servirão para garantir a segurança pública no âmbito do Juntos Mais Fortes, e que vaidades devem ser deixadas de lado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *