AVENIDAS NICO LANZI E ALÍBIO CAVEANHA SERÃO PAVIMENTADAS

A Secretaria de Obras e Viação está finalizando os projetos necessários para abrir licitação para pavimentar as avenidas Nico Lanzi e Alíbio Caveanha.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, estima que as duas obras devam custar entre R$ 6 milhões e R$ 7 milhões.

Os recursos financeiros estão garantidos e são provenientes da receita da venda de terrenos da Prefeitura.

A Avenida Nico Lanzi será pavimentada em toda a sua extensão de aproximadamente 2.000 metros e terá sua largura ampliada de 6,40 metros para 9 metros.

Ela estava incluída entre as principais vias de Mogi Guaçu recapeadas a partir de 2014, mas foi detectado que precisa de troca de solo, além de obras de infraestrutura.

Se tivesse recebido recape sem substituição do solo e galerias pluviais para conter a erosão, todo o serviço seria perdido.

A Prefeitura chegou a realizar licitação para pavimentar e implantar infraestrutura em pelo menos 600 metros da parte onde é preciso trocar o solo.

Mas, em face da possibilidade de executar o serviço completo com recursos próprios, o contrato com a Construtora Scala, no valor de R$ 693.935,25, foi rescindido.

Avenidas estão precisando mesmo de um trato, que vem em boa hora

Parte dos respectivos recursos financeiros foi realocada para recapeamento das ruas Antonio Luís Filho, Maria Conceição Chiarelli e Vereador José Bueno, no Jardim Novo II, e Vereador Vitorino Soares, no Jardim Novo I.

CORREDOR DE ÔNIBUS

As obras de implantação da Avenida Alíbio Caveanha, na região dos Ypês, chegaram a ser iniciadas, mas foram interrompidas porque a empreiteira não cumpriu o prazo contratual de um ano.

Em oito meses, a Construtora Arquiterra, de Mogi Mirim, executou apenas 2,68% das obras, motivo pelo qual o contrato foi rescindido pela Prefeitura. O projeto será licitado juntamente com o projeto da Nico Lanzi.

O projeto da Avenida Alíbio Caveanha prevê uma via de pistas duplas, corredor de ônibus e ciclovia com aproximadamente 3 quilômetros de extensão entre o Parque Residencial Ypê Amarelo e a Rodovia SP 342.

Será a primeira etapa do corredor de ônibus, que posteriormente se estenderá desde até o Terminal do Parque dos Ingás, no centro da cidade, através da Avenida dos Trabalhadores, e daí até a divisa com Mogi Mirim, pela Avenida Mogi Mirim.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar