ATOS DEMOCRÁTICOS CONTRA TEMER TAMBÉM DEVEM ACONTECER NO GUAÇU

Com recordes de impopularidade (maiores do que da Dilma, inclusive), o golpista Michel Temer deverá encontrar no próximo dia 26 manifestações democráticas com o atual governo, considerado ilegítimo, em todo o país. Mogi Guaçu deverá apoiar os atos com a participação de cidadãos engajados contra o fascismo, o preconceito, o assalto aos direitos humanos, das minorias, direitos trabalhistas e sociais, além do retorno à normalidade democrática.

Enfim, o Guaçu terá manifestações legítimas em favor da democracia e pela igualdade de direitos e oportunidades para todos.

É que a diferença, desta vez, é que os atos não deverão ser realizados por grupelhos fascistóides, por madames cheirando a Boticário, filhinhos de papai usando camisetas da seleção brasileira, ou pessoas que ajudaram a assaltar o poder naquelas manifestações sombrias do fascismo de direita tupiniquim.

“A nossa bandeira será pelas eleições diretas, o fim deste governo ilegítimo que só trouxe desgraças a quem trabalha; o combate verdadeiro à corrupção, já que o governo foi assaltado pelos piores hipócritas da nação, que estão vendendo o Brasil e a conta está sendo paga por nós”, salientou um dos organizadores dos atos.

A reação das ruas à nova onda de denúncias de corrupção o governo golpista e seus aliados vêm na esteira da lista da Procuradoria Geral da república, que deve atingir a alta cúpula governista, parlamentares do PSDB e do PMDB.

Trará ainda mais desgaste e deve turbinar as manifestações de rua contra o Planalto, como a marcada para o próximo dia 26 nas principais capitais do País; e em cidades do interior. Um dos atos mais importantes acontecerá em Curitiba, para expor ao mundo a suposta parcialidade política do juiz Sergio Moro, atualmente nada respeitado dentre as nações progressistas mundiais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *