NO GUAÇU: ATO CONTRA DILMA DEVE TER BAIXA ADESÃO NOVAMENTE

O ato considerado golpista contra a presidente Dilma, dia 13, deverá ter pequena adesão novamente.

Mais uma vez, como acontecera nas edições anteriores, o local de concentração de pessoas que não protestam contra a corrupção de outros partidos, será no Campo da Brahma, às 15h. É uma realização do Movimento Brasil Livre do Guaçu.

Até o momento, cerca de 490 pessoas confirmaram presença via facebook. No último ato, apenas pouco mais de 250 pessoas estiveram presentes – e o ato foi apelidado de ‘um montinho de gente’.   

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

3 Comentários

  • Responder março 10, 2016

    Fora PT

    Ato considerado golpista? Considerado por quem? Peço ao jornalista autor desta matéria que o mesmo vá conferir no domingo se será apenas “um montinho de gente”.

  • Responder março 9, 2016

    Costa

    Necessário avisar o d. jornalista que a democracia permite a cassação de políticos criminosos – seja do Legislativo ou Executivo – e ainda que comparecesse apenas uma pessoa ao ato de domingo, ela merece respeito e o direito de ser ouvida. Golpismo é assenhorar-se do país e se imaginar acima da lei. Ademais, 490 pessoas é um número significativo – há candidatos que se elegem com menos votos. É hora de a “imprensa” passar a defender o país e não seus próprios interesses.

  • Responder março 8, 2016

    Rodrigo

    Não vai ter a opinião do “famoso” cientista politico formado na Espanha?

Deixe um comentário