ATENÇÃO: DIA D CONTRA DENGUE NESTE SÁBADO

As prefeituras de Mogi Guaçu, Itapira, Mogi Mirim e Estiva Gerbi promoverão uma operação em conjunto para combater a dengue em áreas de risco nas divisas entre os quatro municípios no próximo dia 29, sábado, conhecido como Dia D contra a Dengue.

A data foi instituída por uma comissão de representantes da área da saúde das quatro cidades.

As ações contam com apoio da DRS XIV (Diretoria Regional de Saúde) de São João da Boa Vista, e foram definidas a partir de reuniões do grupo para debater atividades do Plano Regional de Prevenção e Combate à Dengue.

O encontro mais recente foi realizado no dia 14, na Estação Educação, em Mogi Mirim, oportunidade em que discutiram a situação da dengue e as ações que cada município desenvolveu para conter a doença.
Entre as estratégias definidas na reunião, uma ação envolve a participação de estudantes de escolas públicas e particulares, uma vez que a operação conjunta se caracteriza também como mutirão educativo.

Denominados “agentes mirins”, eles participam acompanhados dos professores e munidos de “checklist”, fazendo vistoria no entorno de suas escolas para eliminar possíveis criadouros de larvas do mosquito Aedes aegypti.

A proposta é que desenvolvam a atividade também em casa e nas casas dos vizinhos da direita e da esquerda e apresentem o resultado em sala de aula.

Os agentes de saúde que atuam no combate à dengue, por sua vez, se concentrarão, no dia 29, nas divisas entre as cidades, visitando as casas em busca de criadouros e orientando os moradores sobre os cuidados a serem tomados.

Eles distribuirão folheto elaborado pela comissão regional com esclarecimentos e instruções de prevenção à dengue e a outras duas doenças também transmitidas pelo Aedes aegypti: chikungunya e zica vírus.

Além de ampliar as ações desenvolvidas ao longo deste ano, a mobilização intermunicipal tem a finalidade de antecipar medidas para a atual epidemia de dengue não se repita na região em 2016.

De todas as ações empreendidas, a mais eficaz ainda é a operação de busca ativa e eliminação de criadouros, 90% dos quais são encontrados nas residências.

As ações de bloqueio e nebulização são complementares, e, no caso do emprego de inseticida, há risco de efeitos colaterais. Por isso, é importante que a população colabore com a prevenção.

O último relatório assinalou 15.546 casos de dengue em Mogi Guaçu.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *