ANTIBIÓTICO MUMIFICOU CORPO DE VOVÔ

Peritos do IML atestaram que o corpo de um vovô de 82 anos ficou mumificado por causa de antibióticos severos para conter uma infecção. O fato macabro aconteceu na turística Bueno Brandão, Minas, aqui pertinho do Guaçu.

O vovô tinha o nome João Batista e viveu por 11 anos em um asilo do município e foi sepultado em uma capelinha pertencente à instituição de caridade.

Mas, na segundona passada, o coveiro Creudes José de Almeida levou um baita susto. Quando foi exumar o cadáver do velhinho para a retirada do ossuário, se deparou com um cadáver em bom estado e virado de lado, com os joelhos semi-dobrados.

A posição do corpo fez com que os moradores de Bueno levantassem a suspeita de que algo horrível teria acontecido com o vovô depois de fechado o caixão.

Todos passaram a acreditar que, mesmo após ser enterrado, o velhinho estivesse vivo e se debatera dentro da urna funerária até ficar com a posição invertida. O sepultamento foi realizado cinco anos atrás.

“Eu nunca vi nada parecido”, contou por telefone o coveiro, com 26 anos de experiência. “O corpo estava virado e em bom estado de conservação, como se estivesse mumificado”, garante.

O alvoroço em torno do cadáver ganhou a região e o delegado da cidade, Marcelo de Godoy, solicitou que fosse feita uma perícia no IML de Pouso Alegre.

O laudo chegou no final da semana passada e confirmou que o vovô morrera de derrame cerebral e o corpo cristalizado (por isso a aparência conservada) devido aos medicamentos fortes.

Sobre a posição intrigante que o corpo estava, o coveiro Creudes não soube informar.

O mistério continua.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *