SEM FANFARRAS, DESFILE DO ANIVERSÁRIO DO GUAÇU ACONTECE TERÇA

ponte boa mesmo

Com o tema “História de uma Grande Cidade”, o desfile cívico-militar desta terça-feira, 9 de abril, em comemoração aos 136 anos de Mogi Guaçu, será dividido em duas partes.

O evento acontece na Avenida dos Trabalhadores a partir das 8h30.

Na primeira parte se apresentam os atiradores do Tiro de Guerra e membros das forças de segurança e viaturas. Na segunda, desfilam alunos de Emeis (Escolas Municipais de Educação Infantil), CEIs (Centro de Educação Infantil), Emefs (Escola Municipal de Ensino Fundamental) e Aica (Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente).
Alunos da FEG (Fundação Educacional Guaçuana) e da Escola Estadual “Padre Armani” também desfilarão com caracterizações dos aspectos históricos do município. Vão homenagear personagens e instituições que fazem parte da história de Mogi Guaçu.

Serão lembrados os 100 anos da Escola “Padre Armani”, o centenário da Santa Casa de Misericórdia e os 92 anos da Corporação Musical “Marcos Vedovello”.

Os 100 anos dos prédios da antiga delegacia e do local que abriga atualmente o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) serão mencionados, bem com o centenário da chegada da energia elétrica na cidade.

O centenário de nascimento do padre Longino Vastbinder e do empresário e ex-prefeito Antônio Giovani Lanzi, o Nico Lanzi, também serão lembrados. A banda da Corporação Musical “Marcos Vedovello” vai abrir o desfile com a execução do Hino Nacional e o Hino de Mogi Guaçu.

Durante o desfile das escolas, a “Marcos Vedovello” vai executar músicas de acordo com e época que estiver sendo abordada pelos estabelecimentos. A Banda Santa Terezinha vai se apresentar no encerramento do desfile.

O desfile deste ano estará mais pobre. As fanfarras foram esquecidas.

(Fotos: Ponte, www.mayarameira.com.br. Padre Longino, FB de Mogi Guaçu Em Dia)

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar