BATE-REBATE: “É UM FIA DA P”, DIZ EX-APOIADOR DE CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL

“É um FDP”. Foi assim que um apoiador de determinado candidato a deputado estadual se expressou sobre o fato de ser arrolado em processo em que beneficia financeiramente o tal postulante à cadeira na Assembléia Legislativa. Há quem que diga que o candidato a deputado imitou o Zuniga, o jogador colombiano que ferrou o Neymar e declarou que tudo foi sem querer. “Companheiro é companheiro”. “E FDP é FDP”, observou a fonte da coluna.


2)

E o assistente de secretário continua sapeca por demais. Depois de anos e anos metendo o pau nos outros, se postando de algoz da vida alheira, agora se considera vítima de terceiro. “Na realidade, ele é vítima de si mesma”, comentou uma fonte da administração que está porraqui com o assistente de secretário falastrão.

3)

É o que dá se considerar acima do bem e do mal, falar pelos cotovelos e semear tempestade. De tanto brigar com a imprensa, o assistente de secretário não percebeu que isto só  prejudica de maneira indelével o prefeito. “Até galho de árvore o jornal põe na capa por conta das estripulias verbais do tabagista que se julga o cara”, comentou a mesma fonte do Morro do Ouro.

4)

Pega pra Capar está fervendo internamente na Câmara. Oposição velada à nova mesa diretora recém-eleita expõe a falta de consenso sobre quem vai mandar de fato na Casa de Leis. Três grupos medem força onde a coruja faz o ninho.

5)

Reforma da UPA cada vez mais longínqua. De acordo com pessoa ligada ao setor de saúde, o perrengue não é por causa de má gestão ou de  falta de vontade. “É que os funcionários da unidade são utilizados em outros setores da saúde e a grana é paga pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde”, mencionou o entrevistado. “Faz sentido em segurar este pessoal em unidades diversas por mais um pouco, justamente porque a responsabilidade de todo o escombro é da construtora”.

6)

A construção da UPA ficou em R$ 1,3 milhão e foi considerada vultosa por pessoas graúdas da administração atual. Porém, só a reforma ficaria próxima de R$ 1 milhão. Desta forma, será mais difícil explicar porque uma reforma seria tão cara quanto a obra toda.

Bira Mariano

Formado em Jornalismo pela Unaerp - Universidade de Ribeirão Preto, com módulos de pós-graduação em Jornalismo On Line pela Fundação Cásper Líbero. Trabalha na área desde 1995 e possui alguns sites, dentre eles o Jornalístico e o Animal e Companhia.

Seja o primeiro a comentar